Aguarde...
Carregando...
Ordenar por
Carregando produtos...

Pancreatite em Cães

1 2

Pancreatite em cães

 

O pâncreas é responsável por regular os níveis de glicose do organismo e produzir insulina e enzimas digestivas, ou seja, possui papel fundamental para o animal digerir alimentos. A pancreatite, por sua vez, é o inchaço e/ou inflamação do pâncreas, causando bastante dor abdominal e prejudicando o bom funcionamento do organismo do cachorro. Existem dois tipos de pancreatite em cães: a crônica e a aguda. A crônica caracteriza-se pelo surgimento dos sintomas gradativamente. Já a aguda apresenta sintomas de forma repentina e de uma vez só.

As causas desse distúrbio são diversas, desde a alimentação inadequada, com altos níveis de gordura, até doenças endócrinas, como a diabetes. Entre os principais, podemos citar:

 

• Obesidade;

• Comer comida do lixo;

• Intoxicação;

• Doenças metabólicas;

• Diabetes;

• Administração inadequada de medicamentos.

 

A síndrome de Cushing e a insuficiência renal também são causadoras da pancreatite. O diagnóstico, por sua vez, é realizado por meio de exames de sangue e de imagem, ou seja, hemograma e raio X, respectivamente.

leia mais...

Pancreatite em cachorro: sintomas

O principal sintoma da pancreatite é a dor abdominal leve, tornando-se mais intensa gradualmente. Entre outros sintomas iniciais do distúrbio estão: vômito, diarreia, cólica, falta de apetite, emagrecimento, desidratação, apatia, depressão, dificuldade de respirar e mobilidade reduzida ou alterada. Também são percebidos gemidos, choros e desconforto do pet enquanto está deitado.

Outras áreas do organismo podem ser afetadas com o agravamento da pancreatite em cachorro. Os sistemas gastrointestinal, hepático, respiratório, cardiovascular e hematológico, por exemplo, podem gradativamente apresentar mau funcionamento, causando inflamações, coagulações sanguíneas sem presença de ferimentos, arritmias cardíacas e mais.

Pancreatite é uma doença séria, por isso, leve seu animal imediatamente a um consultório veterinário assim que perceber qualquer um dos sintomas para que ele seja diagnosticado e tratado o mais rápido possível.


Tratamento para pancreatite

Como existem diversos sintomas, o tratamento pode variar de caso para caso. Alguns cachorros apresentam melhoras em até 48 horas, enquanto outros já precisam de mais dias ou até semanas para se recuperar. Os tratamentos mais comuns consistem em fluidoterapia (soro na veia), controle de dor com analgésicos injetáveis, jejum e, em alguns casos, o uso de antibióticos, entre outros medicamentos. Geralmente, também é indicado suspender alimentos com alto teor de gordura, afinal, eles fazem parte dos causadores da pancreatite e podem acabar agravando o quadro clínico do animal.

É sempre importante ressaltar que, tanto para o diagnóstico quanto para o tratamento, é necessário o acompanhamento de um profissional. Nunca medique seu cachorro por conta própria, pois a administração indevida pode causar até mesmo o óbito do pet. Portanto, assim que observar quaisquer sintomas apresentados aqui ou alguma mudança de comportamento em seu cachorro, procure um médico veterinário. Garanta a saúde, segurança e felicidade do seu animal de estimação. Seja consciente.

fechar...