Aguarde...
Carregando...
Ordenar por
Carregando produtos...

Torção Gástrica em Cães

1 2

Torção gástrica em cães

A torção gástrica caracteriza-se pela dilatação seguida de torção do estômago, que prendem gás e alimento no interior do órgão. Ao contrário de outras patologias que podem ser tratadas com medicamentos, a torção gástrica, também conhecida como síndrome de dilatação vólvulo-gástrica, pode levar o animal a óbito em questão de horas. Por isso, ele deve ser levado a um centro veterinário para seja realizada uma fluidoterapia, dentre outros procedimentos como descompressão do estômago por meio de intubação ou agulha.

 

Cachorro com a barriga inchada e outros sintomas

Os sintomas da torção gástrica são bastante característicos, e o cachorro deve ser socorrido o mais rápido possível. Entre eles, podemos citar inquietação, náuseas, ânsia de vômito com dificuldade para vomitar, respiração dificultada, sensibilidade demasiada na região do abdômen e, também, palidez da gengiva. Hipersalivação, flatulência e aumento do volume abdominal também são sintomas característicos.

 

Torção gástrica: causas

As causas primárias ainda são desconhecidas entre os profissionais, mas algumas condutas podem ser parte dos fatores que causam a dilatação do estômago, como exercícios e ingestão abundante de água após as refeições, alimentação dada uma única vez ao dia e em excesso, além do consumo de rações que fermentam muito ou que têm pouca fibra.

leia mais...

Doenças gástricas: diagnóstico e tratamento

O cachorro com ânsia de vômito não produtivo e com outros sintomas da torção será submetido a um diagnóstico profissional para ter certeza de que seu o problema é realmente esse ou qualquer outra doença gástrica. O procedimento consiste na introdução de uma sonda na boca do animal até seu estômago e, caso ela não consiga ultrapassar a região da boca, será confirmado o diagnóstico da síndrome da dilatação vólvulo-gástrica.

A partir daí, o animal deve receber uma fluidoterapia, a fim de retificar as alterações metabólicas e eletrolíticas causadas pela torção. A descompressão do estômago por meio de entubação orogástrica é um dos procedimentos inicias, e para realizá-la é preciso sedar o animal. Em outras palavras, é feita uma pulsão para liberar os gases e descomprimir o estômago. A cirurgia consiste em abrir o estômago do pet e fixá-lo na parede abdominal, evitando que o órgão saia da sua posição correta novamente.

 

Torção gástrica canina: prevenção

Uma forma de prevenir esse problema grave de saúde é não fornecer o alimento de uma vez, buscando sempre fracionar a quantidade diária durante o decorrer do dia, além de oferecer uma ração rica em fibras e com taxas mínimas de fermentação e garantir que seu pet não faça muito esforço, como exercícios físicos, após suas refeições.

A torção gástrica é realmente séria, por isso, se você se questiona “por que minha cachorra está vomitando, com ânsia de vômito não produtiva e hipersalivação?”, leve-a imediatamente ao veterinário e certifique-se de que o pet não está sofrendo dessa complicação. Se diagnosticado esse quadro, não hesite em submeter o animal a uma cirurgia para a correção do posicionamento e descompressão do estômago.

Tire outras dúvidas em nossas lojas ou consulte a Central de Atendimento!

fechar...