Icterícia em cães: o que é, sintomas e tratamento

Postado por PETZ, em 13/12/2020

Cães
Icterícia em cães: o que é, sintomas e tratamento

Você já ouviu falar em icterícia em cães? Caracterizada por quando os tecidos corporais caninos ganham uma coloração amarelada, a icterícia costuma ser observada principalmente em áreas como olhos e gengivas. 

chihuahua deitado

Embora não seja uma doença em si, trata-se de um importante sinal clínico para uma série de problemas de saúde graves. Por isso mesmo, ao suspeitar de uma mudança nesse sentido, não perca tempo. Leve seu amigo ao veterinário quanto antes.

O que causa a icterícia em cachorros?

A icterícia é o processo no qual os tecidos do corpo, como a pele do cachorro amarelada. Isso acontece por causa de uma substância chamada bilirrubina. 

Além disso, o cachorro com olho amarelo é resultado da metabolização da hemoglobina. Uma vez decomposta, a bilirrubina é levada até o fígado por meio da corrente sanguínea. Ao chegar ali, ela passa por uma transformação química que permite sua eliminação por meio das fezes e do xixi. 

Quando, por algum motivo, há falha no processo de transformação e eliminação da bilirrubina, a substância passa a ficar em dose concentrada no organismo. Como ela tem uma cor amarelada, os tecidos também acabam adquirindo a coloração, como é o caso do cachorro com gengiva amarela.

Mas o que leva a uma falha na metabolização e eliminação da bilirrubina?

“Várias doenças podem levar à icterícia, dentre elas: leptospirose, hepatite, cirrose hepática, doença do carrapato e outras”, enumera a Dra. Juliana Sanz, médica-veterinária da Petz. Em comum, todas elas afetam de alguma maneira o fígado do cachorro. Nesse sentido, é interessante destacar que existem três tipos de icterícia canina:

  • Icterícia pré-hepática ou hemolítica: ocorre com a decomposição inadequada de glóbulos vermelhos de maneira intra ou extravascular, geralmente em decorrência de uma doença infecciosa ou imunomediada;
  • Icterícia hepática: tipo mais comum de icterícia, ocorre em decorrência de uma lesão no fígado propriamente dito, dificultando a captação e transformação da bilirrubina;
  • Icterícia pós-hepática ou obstrutiva: menos frequente que os outros dois tipos de icterícia, ocorre por uma obstrução dos ductos biliares, dificultando a eliminação da substância. Isso pode acontecer pela formação de cálculos ou por neoplasias.

cachorro castrado deitado no chão

Saiba mais sobre as principais doenças associadas à icterícia

Conforme explicou a Dra. Juliana, diversas doenças podem causar a icterícia. Por isso, em caso de suspeita, é importante levar o cão para uma consulta no veterinário. 

Após uma avaliação e com a ajuda de exames, ele poderá identificar a causa, a fim de dar início ao tratamento. Entre as causas mais frequentes da icterícia em cães estão:

Leptospirose

Transmitida pela urina de animais infectados, a partir do contato com mucosas (orais, nasais, conjuntivais) a leptospirose é causada por uma bactéria. Bastante grave, a doença pode atingir diferentes órgãos, inclusive o fígado.

Além da icterícia, outros sintomas da doença são: febre, vômito, perda de apetite, fraqueza, dores musculares, entre outros. Em sua forma crônica, a icterícia hepática em cães pode provocar o colapso circulatório

Babesiose

Também conhecida como doença do carrapato, a babesiose é causada por um protozoário que, como o nome popular da doença sugere, é transmitido pela picada do ectoparasita infectado. 

Dividida em diferentes fases, em sua forma crônica, pode causar problemas renais, artrites, olhos amarelos, entre outros quadros graves. Entre os demais sinais da babesiose, podemos citar: febre, fraqueza e falta acentuada de apetite.

Hepatite infecciosa

Causada por um adenovírus, a hepatite infecciosa canina atinge principalmente cães filhotes ou adultos com o sistema imunológico debilitado. Em sua forma crônica, a icterícia pré-hepática em cães pode provocar o colapso circulatório, desencadeando sintomas como febre, letargia, falta de apetite, icterícia, entre outros. 

Felizmente, a famosa vacina polivalente garante a proteção do seu amigo contra a hepatite. Portanto, procure vacinar o cãozinho ainda filhote e fique atento ao calendário de vacinação. O reforço deve ser feito anualmente, de acordo com as orientações do veterinário.

Intoxicação 

O fígado é um órgão associado à metabolização dos alimentos e também de outras substâncias, como os medicamentos. Nesse sentido, é sabido que algumas substâncias tóxicas para os cachorros têm impacto bastante grave sobre o fígado. 

Da mesma maneira, alguns fármacos, como o paracetamol, também podem sobrecarregar o órgão, levando a problemas hepáticos e, consequentemente, à icterícia. 

Quais são os sintomas da doença hepática canina?

Como visto, a icterícia está muito ligada a problemas no fígado. Fundamental para o nosso organismo e também para o organismo dos cachorros, o órgão tem como uma de suas funções a excreção de substâncias tóxicas. Por isso mesmo, qualquer alteração traz consequências graves, devendo ser investigada com urgência. 

Além de icterícia, outros sintomas típicos de patologias do fígado são: perda de apetite, perda de peso, letargia, diarreia ou vômitos, sede em excesso e alteração na coloração de fezes e urina. Em caso de suspeita, leve seu amigo ao veterinário o quanto antes para uma avaliação.

Diagnóstico e tratamento

Uma dúvida comum é como tratar doença hepática em cães. Uma vez que a icterícia não é uma doença, mas um sinal clínico de outros problemas de saúde, é fundamental consultar um veterinário para obter um diagnóstico preciso. 

A partir do exame físico e da anamnese (entrevista com o tutor), o profissional poderá obter pistas que o ajudarão a chegar nos exames mais apropriados para identificar a causa do problema e definir a melhor linha de tratamento para cada caso. 

pug alegre usando roupa

Agora que você já sabe tudo sobre icterícia em cães, continue acompanhando o blog da Petz e se mantenha informado sobre assuntos como esse.

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *