Gato com mau hálito: o que pode ser e como tratar

Postado por PETZ, em Atualizado em Mar 29, 2021

Bem-Estar
Gato com mau hálito: o que pode ser e como tratar
Tempo de leitura: 5 minutos

Há vários motivos para considerar os felinos os pets mais higiênicos do mundo. Afinal, qual outro peludo toma banho sozinho, vai ao banheiro apenas na caixa de areia e ainda enterra suas necessidades? Mas nem mesmo esses limpinhos conseguem cuidar de tudo sozinho. E é por isso que um gato com mau hálito costuma ser um problema tão comum. 

gato com bandana no pescoço

Algumas tarefas ficam a cargo dos tutores, e quando estes não ficam atentos a certos pontos, quem sofre as consequências são os bigodudos. A melhor forma de ajudar nossos amigos é conhecendo as causas e tratamentos! Se você tem um gato com mau hálito em casa, continue lendo! Aprenda aqui a lidar com o problema. 

Fique atento

O mau hálito é um problema conhecido — e bem desagradável — que pode afetar pets e humanos. E até mesmo os felinos, conhecidos por seus hábitos de limpeza, estão sujeitos ao problema! O mau hálito em gatos filhotes e adultos pode ter diversas causas, desde falta de higiene bucal até graves problemas de saúde. 

Por isso, é importante estar atento à saúde do seu pet. Ao perceber qualquer sinal de problema, busque ajuda de um veterinário. Lembre-se, saúde é coisa séria! Apenas um especialista pode diagnosticar seu bichano e receitar o tratamento mais indicado. 

Causas para um gato com mau hálito

Se o mau hálito é um problema conhecido, sua causa também é bem fácil de adivinhar. É o que explica o Dr. Igor Hulewicz Nemtzoff, médico-veterinário da Petz. De acordo com o especialista, a principal causa para halitose felina — ou mau hálito em gatos — é a falta de higiene bucal. 

“Com a ausência da escovação, há a formação de placa bacteriana, que se não for removida leva à formação de tártaro e gengivite”, comenta o especialista. E, como consequência, temos o temido mau hálito. Mas essa não é a única causa possível. Há ainda outras doenças que podem levar ao problema. São elas: 

  • Doenças nos rins;
  • Doenças no fígado;
  • Diabetes;
  • Doenças gastroestomacais. 

No entanto, vale ressaltar que, na  maioria das vezes, a causa para gato filhote com mau hálito ou até mesmo no caso dos adultos é a falta de escovação. Além disso, nos casos acima, o hálito pode ter odores distintos. 

gato cinza com a boca aberta

Nas doenças de rim, por exemplo, é comum sentir um cheiro de amônia. Já na diabetes, o hálito do gato fica com um aroma ácido, um pouco frutado. Independentemente da causa, é muito importante buscar ajuda de um veterinário. Ele poderá realizar um diagnóstico preciso e receitar o melhor tratamento.

Sintomas

Perceber um gato com mau hálito não é uma tarefa difícil. Basta ficar atento ao seu pet. Se nos momentos de carinho você sente um “bafo de onça”, é sinal de que seu amigo precisa de ajuda! 

Entretanto, as doenças geradas pela falta de escovação possuem ainda outros sintomas. A Dra. Renata Brunetto, médica-veterinária da Petz, comenta os principais sinais da gengivite. 

  • Apatia;
  • Excesso de saliva;
  • Dificuldades de alimentação;
  • Sangramentos bucais. 

Os sintomas de gato com mau cheiro na boca, entretanto, são comuns a outras enfermidades. Por isso a importância de consultar um veterinário.

Diagnóstico e tratamento

Quando um veterinário recebe um gato com mau hálito em seu consultório, o primeiro passo é analisar de perto a boca do bichano. Por meio desse exame clínico, é possível verificar se o problema do bichano é apenas falta de higiene bucal ou se há uma causa mais grave. 

O tratamento vai depender da origem do problema e da gravidade do quadro do peludo. É que mesmo nos casos de falta de escovação, há diferentes tipos de terapia possíveis. 

Em quadros mais simples, uma boa higienização resolve o problema. Entretanto, se o bichano estiver com uma gengivite avançada, pode ser necessário utilizar medicação ou até mesmo extrair alguns dentes. O importante é seguir as orientações do veterinário para que a recuperação do bichano seja rápida e segura! 

Prevenindo o problema

Por sorte, cuidar da saúde bucal do seu bichano não é um problema difícil. A Dra. Renata explica que para quem deseja saber como tirar mau hálito de gato basta escovar os dentes do seu peludo regularmente. A frequência deve ser de um a dois dias, de acordo com os hábitos do bichano. E se você tem dificuldades na hora de escovar, basta seguir as dicas abaixo! 

  • Comece com um carinho: é importante que o momento da escovação seja prazeroso para o bichano; 
  • Lentamente, comece a escovação: de forma carinhosa e tranquila, abra a boca do bichano e comece um “esfrega-esfrega” suave; 
  • Não utilize a força: para que a escovação possa ocorrer frequentemente, o bichano não pode estar traumatizado. Por isso, não utilize a força na hora de escovar o dente do seu peludo;
  • Mantenha o hábito: o bichano precisa se acostumar com a escovação. E para que isso aconteça, é fundamental que a atividade aconteça com frequência! 

Se mesmo seguindo os passos acima escovar o dente do bichano ainda for uma tarefa difícil, converse com seu veterinário. Hoje em dia, podemos encontrar produtos como spray bucais, produtos solúveis em água e até mesmo petiscos que auxiliam a manter a boca do seu peludo sempre limpa! 

Entretanto, nenhuma dessas opções de como acabar com mau hálito de gato é tão eficaz quanto a escovação. Um especialista em medicina veterinária poderá orientar qual o tratamento mais indicado. 

gato laranja com a boca aberta

Saber as causas de gato com mau hálito e fazer a escovação frequente vai melhorar a qualidade de vida e a saúde do seu peludo. E para outras dicas e curiosidades, não deixe de conferir o blog da Petz!

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *