Você sabe o que os peixes comem?

Postado por PETZ, em Atualizado em Jan 11, 2021

Aquário
Você sabe o que os peixes comem?
Tempo de leitura: 4 minutos

Você já se perguntou o que os peixes comem quando estão na natureza? Devido à enorme popularidade da combinação, é comum ouvir falar que o arroz e o feijão são a base da alimentação dos brasileiros. Porém, quando viajamos, por diversas razões, podemos optar por outros alimentos que nos sirvam de almoço. 

peixei palhaço em aquário

Embora essa não seja lá a melhor das analogias, ela ilustra bem como os seres vivos se adaptam de acordo com as condições ambientais. No caso dos peixes, as espécies possuem hábitos alimentares diversos, podendo ser carnívoros, herbívoros ou onívoros, o que não quer dizer que tenham uma alimentação regrada quando estão no rio ou no mar. 

Na verdade, a alimentação dos animais na natureza depende muito da disponibilidade ou escassez de determinados alimentos. Já em casa, conseguimos garantir uma alimentação balanceada de maneira contínua por meio de rações comerciais e complementos.

Hábitos alimentares e a importância da alimentação balanceada

A importância da alimentação para os seres heterotróficos muitos já sabem: diferentemente das plantas, os peixes não produzem seu próprio alimento, dependendo da ingestão de determinadas matérias para obter energia e os nutrientes necessários ao organismo.

Para os peixes, alguns dos nutrientes essenciais à saúde deles são as proteínas, as gorduras, as vitaminas e os minerais. Principal macronutriente para os peixes, a proteína é fundamental para o desenvolvimento e regeneração dos tecidos. 

No caso das vitaminas e minerais, estas estão associadas a diversos processos metabólicos que regulam o funcionamento do organismo. Desse modo, ao se perguntar o que os peixes comem, a maioria deles dependem de micro e macronutrientes para se manter.

Tanto micro quanto macronutrientes são obtidos a partir da alimentação. As quantidades dependem da fisiologia das espécies, que podem ser:

  • Peixes carnívoros: alimentam-se principalmente de outros animais, como crustáceos, anfíbios, insetos e peixes menores. Exemplos: oscar e betta;
  • Peixes herbívoros: alimentam-se de alimentos de origem vegetal, como plantas, assim como de algumas algas. Exemplos: carpa-capim e piapara;
  • Peixes onívoros: alimentam-se de diferentes classes de alimento, podendo obter as proteínas tanto de plantas quanto de pequenos animais. Exemplo: kinguio e platy;
  • Peixes planctógafos: alimentam-se de plâncton. Exemplo: carpa prateada,
  • Peixes detritívoros: como o nome sugere, alimentam-se de detritos orgânicos variados, como fezes de outros animais. Também chamados de bentófagos, podem se alimentar de organismos bentônicos, como larvas de inseto. Exemplo: curimatidae e loricariidae;

Atenção! Ao contrário do que muito se diz por aí, os cascudos não são peixes detritívoros. Eles apenas se alimentam no fundo do aquário, conforme veremos a seguir.

Conheça os diferentes tipos de alimento

Estudar as particularidades e conhecer o que os peixes comem é importante para garantir uma alimentação balanceada a todos os peixinhos, especialmente num aquário comunitário. Portanto, confira a seguir uma lista de comida para peixe.

peixe nadando

Rações comerciais

Indicada para ser a base da alimentação dos peixes ornamentais, a ração pode ser encontrada em versões para peixes onívoros, carnívoros e até desenvolvidas especialmente para determinadas espécies populares, como para peixes betta, tetra, kinguio e para ciclídeos em geral. 

Algumas marcas desenvolvem rações inclusive para necessidades e fases especiais. São exemplos disso as rações para alevinos ou que ajudam a realçar a cor dos peixes. É importante destacar que, além de observar as necessidades nutricionais, é preciso estar atento também à maneira como cada espécie se alimenta. 

Nesse sentido, saiba que as espécies apresentam diferentes formatos e posição da boca. Isso faz com que elas se alimentem em diferentes áreas do aquário. A saber, no fundo, no meio ou na superfície. 

Para atender a essas especificidades, existem três principais tipos de ração para peixe:

  • Ração em granulada ou em flocos: graças a sua leveza, esse tipo de ração flutua na superfície da água, sendo indicada para espécies que se alimentam por ali;
  • Ração compactada: mais pesada, ela afunda até o substrato do aquário. É ideal para peixes como o cascudo, por exemplo,
  • Ração em pastilha: presas no vidro do aquário, são ótimas para peixes que costumam comer no meio do aquário.

Alimentos vivos

Mas o que o peixe de aquário come, além de ração? Embora não seja recomendado utilizá-los como base para a alimentação, alguns alimentos vivos, como larvas e pequenos crustáceos, podem ser oferecidos para completar a dieta e principalmente para enriquecer o ambiente de peixes carnívoros. 

Para garantir a segurança do ecossistema, é importante que todos os alimentos colocados dentro do aquário tenham sido adquiridos em lojas especializadas, seguindo sempre as medidas sanitárias recomendadas. 

Do contrário, você pode acabar contaminando o aquário, colocando em risco a vida dos peixes. Lembrando que apenas os alimentos vivos não são suficientes para garantir a nutrição completa dos peixes, com todas as vitaminas e minerais. 

peixe de perfil

Depois de conferir o que os peixes comem, não deixe de conferir outras dicas e curiosidades sobre esses animais tão incríveis e únicos. Tudo isso aqui, no blog da Petz!

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *