Peixe betta doente: como identificar e o que fazer para tratar

Postado por PETZ, em Atualizado em Jan 11, 2021

Aquário
Peixe betta doente: como identificar e o que fazer para tratar
Tempo de leitura: 5 minutos

Em certa medida, assegurar a saúde dos habitantes de um aquário segue um padrão “oito ou oitenta”. Isso porque, com uma alimentação adequada e manutenção correta dos parâmetros da água, o peixe betta doente é bem raro. 

betta nadando

Ao mesmo tempo, qualquer mudança brusca na temperatura, no pH ou em outros elementos do aquário já é capaz de colocar em risco a saúde deles. Mas como identificar e o que fazer com peixe betta doente? Vamos descobrir?

Como saber se um peixe betta está doente?

Diferentes de nós, os bichinhos não falam e não conseguem colocar em palavras quando estão doentes. No caso dos peixes, a situação é ainda mais difícil! Isso pode dificultar para nós, tutores, saber como cuidar de um peixe betta doente.

Pertencentes a uma classe completamente distinta da nossa, o organismo deles manifesta problemas de maneira muito diferente, ou seja, nada de febre, tremores ou choramingos! 

Em geral, é possível identificar que algo não vai bem com o peixe betta principalmente por mudanças na aparência. Dependendo da gravidade do problema, ele também pode apresentar alterações no comportamento.

A seguir, listamos alguns dos principais sinais de que seu peixinho betta pode estar doente:

  • mudanças na coloração (desbotamento);
  • barbatanas corroídas;
  • manchas pelo corpo;
  • feridas pelo corpo;
  • mudanças de comportamento (em especial, letargia);
  • peixe betta doente não come;
  • alterações no padrão do nado,
  • peixe se coçando nas superfícies.

Além destes sintomas, outras alterações, como dificuldade para respirar — neste caso, o peixe pode ir para a superfície da água — também devem servir de alerta. Observe e investigue como anda a saúde do seu betta e as condições do ecossistema como um todo. 

As principais doenças em peixe betta

Manter o aquário sempre limpo e com os parâmetros da água adequados é fundamental para a saúde dos peixes de todas as espécies. Mesmo assim, por algum descuido pontual ou até em decorrência do estresse, é possível que o peixe betta fique doente em algum momento. 

Nessas horas, saber reconhecer minimamente algumas das principais doenças facilita a tarefa de relatar o problema a um especialista e tomar medidas adequadas. Entre as doenças de bettas, podemos citar:

Fungos na boca

Apesar do nome, a doença é causada especialmente por uma bactéria, a Flexibacter columnaris. É caracterizada pelo surgimento de pequenos tufos esbranquiçados, em especial nas regiões da boca e das brânquias. O tratamento é feito com antibióticos específicos para cuidar de um peixe betta com fungo.

betta no aquário

Ictio ou doença dos pontos brancos

Como sugere seu nome popular, é uma doença caracterizada pelo surgimento de pequenos pontos brancos pelo corpo. É causada por um parasita que também provoca coceira e deixa o peixe betta doente. 

Por isso, a tentativa do peixe de se coçar no substrato e demais superfícies do aquário é outro sintoma da doença. Esta surge normalmente devido a mudanças bruscas no parâmetro da água.

Oodiniose ou doença do veludo

Causada pelo protozoário Oodinium pilullaris, a doença tem como principal sintoma o surgimento de pontinhos brilhantes que parecem formar um véu sobre o corpo do peixe. Além disso, também está associada à perda de apetite, dificuldades respiratórias e letargia. 

Hidropisia

Termo genérico para o conjunto de sintomas que incluem inchaço abdominal, dificuldade respiratória, perda de apetite e eriçamento das escamas. A hidropisia indica retenção de líquido na cavidade abdominal, nos músculos e na pele do peixe.

Ela pode ser causada por problemas que vão desde obstrução ou constipação intestinal até insuficiência renal ou cardíaca. Em caso de suspeita, é recomendado procurar um profissional especializado em peixes ornamentais.

Como tratar o peixe betta doente?

E agora, o peixe betta está doente, o que fazer? A primeira coisa a ser feita ao observar mudanças no comportamento ou na aparência de um peixe é verificar os parâmetros da água. 

Para isso, confira a temperatura e utilize testes de aquário para saber como andam os níveis de pH e de amônia. A fim de manter o viveiro sempre saudável, isso deve ser feito com regularidade, não apenas quando há suspeita de doenças.

O tratamento vai depender da doença que afetou o seu amigo. Nesse sentido, sabemos que é complicado levá-lo para uma consulta. Além disso, nem sempre é fácil encontrar um profissional especializado em peixes. 

Em caso de dúvidas, uma dica é anotar todos os sintomas do peixe, se possível tirar uma foto e relatar o problema a um dos especialistas em aquarismo das lojas Petz. Dependendo da situação, eles poderão recomendar o melhor medicamento, assim como a maneira correta de utilizá-los.

Por ser uma espécie territorialista, o peixe betta costuma ser mantido sozinho nos aquários. Mesmo assim, é recomendado o uso do chamado aquário hospital durante o período do tratamento. 

Isso porque os fármacos utilizados podem alterar a biologia do aquário. Por seu tamanho reduzido, o viveiro terapêutico também ajuda a reduzir a dosagem do medicamento.

Para fazer um aquário hospital é necessário:

  • separe um recipiente com no mínimo 20 litros;
  • equipe o novo aquário com filtro comum, termômetro e termostato;
  • corrija os parâmetros da água com removedores de cloro e condicionadores de pH;
  • regule a temperatura,
  • coloque o peixe no aquário terapêutico e aplique o medicamento de acordo com as orientações do veterinário especialista em peixes ou do fabricante.

Evite usar a filtragem química, pois ela pode acabar anulando o efeito do medicamento. Lembrando que é preciso estar atento às condições da água do aquário original a fim de evitar novas contaminações. 

peixe betta colorido

Viu como é cuidar de um peixe betta doente e identificar os sinais de que algo não está bem? Depois dessas dicas, fique sempre atento e busque um centro da Petz se precisar de ajuda. Estamos prontos para auxiliar você!

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *