Piolho de gato: saiba como proteger seu peludo

Postado por PETZ, em 05/04/2021

Bem-Estar
Piolho de gato: saiba como proteger seu peludo

Quando pensamos em parasitas que podem atacar nossos amigos peludos, sempre lembramos das pulgas e carrapatos. Porém, há outro visitante desagradável que também merece nossa atenção: o piolho de gato

gato coçando o olho

Apesar de ser quase desconhecido entre os gateiros, esse parasita causa muito desconforto para os bigodudos e, em casos mais graves, pode afetar sua saúde. Quer saber mais sobre o assunto? Continue lendo o texto e aprenda tudo sobre piolho de gato! 

O que é piolho de gato? 

A pulga e os carrapatos são velhos conhecidos dos tutores de bichanos. O piolho de gato, porém, ainda levanta muitas questões. E a melhor forma de combater possíveis problemas de saúde causados por esses bichinhos é conhecendo mais sobre eles. 

Por isso, o primeiro passo é aprender o que são. Apesar de o nome lembrar um parasita muito frequente em humanos, especialistas explicam que se tratam de duas espécies completamente distintas. 

Piolho de gato é o nome popular para um pequeno inseto sugador de sangue, conhecido no meio científico como Felicola subrostratus. Esse parasita também se comporta de maneira muito diferente daquele que ataca os humanos. Nos bichanos, eles ficam imóveis, sendo bem fácil notar sua presença. 

Ah, e se você está apreensivo quanto ao contágio em humanos, pode ficar tranquilo, pois essa espécie só ataca felinos. Por isso, os outros membros da família estão a salvo desse parasita! 

Contágio

Quanto ao contágio, esse inseto também se comporta de maneira bem diferente. Como esse pequeno inseto fica parado no corpo do hospedeiro, a contaminação só ocorre quando há contato próximo entre um pet infectado e um saudável. Assim, dificilmente o gato pega piolho apenas por passar em um ambiente contaminado. 

Outro ponto de destaque é que o piolho de gato só se hospeda e reproduz em ambientes sujos. E como os felinos geralmente são muito preocupados com sua higiene pessoal, uma contaminação costuma ser um caso raro. 

Por isso, os especialistas explicam que esse tipo de problema costuma ser secundário, agravando, normalmente, em pets que já apresentam outras questões de saúde. O quadro de infestação por piolhos de gato também possui outro nome: pediculose felina. 

Sintomas

Portanto, sim, os gatos têm piolho e os sintomas da pediculose felina geralmente são fáceis de perceber e não costumam agravar sérios problemas ao bichinho. Entretanto, a intensificação de certos sintomas podem indicar problemas mais graves. 

gato se lambendo

Por isso, vale lembrar que é necessário estar sempre atento à saúde geral do pet. Assim, para ajudar você a identificar a presença desse parasita no seu gato, listamos os principais sinais que podem indicar que seu amigo está infectado: 

  • Coceira;
  • Manchas vermelhas; 
  • Apatia;
  • Falta de apetite;
  • Pontinhos brancos no pelo;
  • Descuido com a higiene.

Vale lembrar, no entanto, que esses sintomas são comuns a diversos problemas de pele. Por isso, ao notar qualquer um dos sinais acima em seu peludo, busque logo um veterinário. 

Diagnóstico e tratamento 

Primeiramente, é necessário que um profissional realize exames no pet. Ele irá se atentar aos sinais clínicos, buscando os indicadores que mencionamos anteriormente. Em seguida, com a infestação confirmada, o veterinário pode passar as diretrizes de como cuidar de piolho em gatos

Outro ponto importante é conhecer o histórico do pet, observando se há presença de doenças sistêmicas que podem contribuir para o surgimento de parasitas. Caso fique na dúvida, o veterinário pode ainda analisar os pelos do bichano em um microscópio. 

Por sorte, o tratamento para o problema é simples. Remédios para piolho de gato, como antiparasitários tópicos (pipetas), costumam resolver o problema. Também é recomendado higienizar o ambiente e os acessórios do peludo. 

Porém, o mais importante é buscar a origem da debilidade do pet. Um veterinário poderá solicitar exames de sangue para acompanhar de perto a saúde do peludo, entre outros testes. A partir dos resultados, o profissional poderá lhe explicar como matar piolho de gato

Prevenção

Como o piolho em gatos costuma ser um problema secundário, o primeiro passo para evitá-lo é oferecer uma boa qualidade de vida para seu peludo. Uma ração de qualidade, atividades diárias e, claro, muito carinho são importantes para uma boa saúde.

gato se coçando

Também é fundamental que um veterinário acompanhe de perto o desenvolvimento do seu pet. O especialista irá ficar de olho no calendário de vacinação e vermifugação do pet, além de monitorar sua saúde. Assim, é possível agir rapidamente ao menor sinal de problema.

Agora que você já sabe mais sobre o piolho de gato, se identificar os sintomas no seu bichinho você pode levá-lo até algum dos Centros Veterinários Seres. Por lá você encontra profissionais que ficarão felizes em ajudar você e seu amigo. Esse é um projeto Petz, e nosso objetivo é oferecer o melhor atendimento para seu animalzinho!

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *