Como criar calopsita: montamos um guia prático sobre o assunto

Postado por PETZ, em Atualizado em Feb 5, 2020

Aves
Como criar calopsita: montamos um guia prático sobre o assunto
Tempo de leitura: 4 minutos

Uma das mais marcantes entre as aves domésticas, ela é facilmente reconhecida por seu topete. Além disso, é companheira, divertida e chama atenção por sua habilidade para aprender truques, e até mesmo reproduzir a fala humana. Mas é importante saber como criar calopsita da maneira correta.

calopsita-cinza

O que muitos não sabem é que, fora todas essas qualidades, a calopsita é um pet de manejo fácil e baixo custo de manutenção. Com alguns cuidados básicos, ela pode viver por muitos e muitos anos ao seu lado! A seguir, listamos os principais pontos de como cuidar da calopsita. Confira!

Gaiola ou viveiro

É comum ver e ouvir falar de calopsitas que passam boa parte do dia no ombro de seus tutores. E, sim, é possível que a ave viva de outro jeito, como criar uma calopsita solta. Contudo, elas precisam de um local seguro para descansar, que pode ser um viveiro ou uma gaiola. 

Em geral, recomenda-se o uso de gaiolas de arame galvanizado grande o suficiente para que a ave possa abrir e bater as asas com folga. Já que, apesar de entender como criar calopsita solta e permitir que ela voe por aí, ela também precisará de um tempo em seu viveiro, por isso, ele deve ser um local seguro e confortável.  

Nesse sentido, lembre-se de que você ainda deverá equipar a gaiola com outros acessórios, como comedouro, poleiros e outros brinquedos. Vale a pena investir no viveiro que seu orçamento e espaço permitirem. Lembre-se de que é ali que a calopsita passará a maior parte do tempo.

Ambiente

Calopsitas são pets muito sociáveis que gostam da companhia de seus tutores. Por isso, não costuma ser recomendado deixar a ave num cômodo muito isolado. Por outro lado, não é indicado colocar a gaiola num local muito movimentado. Isso pode estressar a calopsita. 

O ideal é que a gaiola fique num lugar tranquilo, com claridade e longe de correntes de vento, elas podem causar problemas respiratórios e são as principais responsáveis por doenças em aves. Por isso, é importante estar atento ao ambiente na hora de entender como criar uma calopsita.

Ah! Em tempo, nunca coloque o viveiro de nenhuma ave na cozinha. Além da movimentação desse ambiente que pode deixar o pet estressado, algumas panelas, como as de teflon, liberam substâncias tóxicas para as aves. Fique atento para aprender a como criar calopsita em gaiola!

Acessórios

Uma vez escolhida a gaiola e o local onde colocá-la, não deixe de equipá-la com alguns acessórios. Entre os itens essenciais para a calopsita, estão: comedouro, bebedouro, poleiros e alguns brinquedos. 

Na hora de escolher os materiais, tenha em mente que calopsitas são psitacídeos. Logo, possuem um bico forte e gostam muito de roer as coisas. Portanto, no caso de bebedouros e comedouros, dê preferência aos modelos de porcelana ou de barro. Além de manter a água mais fresquinha, eles são mais resistentes às bicadas dos pets.

calopsita-amarela

Já falando dos brinquedos, eles podem e devem ser de madeira para que as calopsitas possam se divertir bicando e descascando esses acessórios. Mas tome cuidado para escolher os que sejam de tamanho adequado e feitos com materiais seguros e atóxicos. 

Alimentação

Na natureza, as calopsitas são aves de hábito onívoro que comem o que conseguem encontrar, com destaque para as sementes. Contudo, a Dra. Mariana Pestelli, médica-veterinária da Petz, lembra que as calopsitas domésticas têm necessidades completamente diferentes. Afinal, gastam bem menos energia.

Segundo a especialista, a melhor forma de garantir uma nutrição completa e balanceada é por meio dos alimentos extrusados. Desenvolvidos de acordo com as necessidades de cada espécie, esses alimentos trazem a mesma quantidade de nutrientes em cada partícula. Assim, a calopsita não consegue selecionar os alimentos. 

Já o mix de sementes, assim como algumas frutas, podem ser usados como petisco na hora de ensinar truques. Só fique atento para não exagerar nas quantidades. 

Higiene

Limpe a gaiola de calopsita diariamente para remover alimentos não consumidos e dejetos. Uma gaiola suja contribui para doenças respiratórias, entre outros problemas. Se possível, procure limpar os poleiros enquanto os dejetos ainda estão frescos. Do contrário, eles secarão, exigindo remoção por meio de raspagem. 

Uma limpeza completa da gaiola também é indicada ao menos uma vez por semana. 

calopsita

Esperamos que você tenha gostado de aprender mais sobre como criar calopsita! Continue acompanhando o blog e as redes sociais da Petz para mais dicas de como cuidar dos seus pets favoritos. E, se precisar de alguma coisa, é só visitar nossa loja on-line ou correr para a unidade mais próxima a você. Confira os nossos endereços!

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *