Meu cachorro não quer comer e está fraco: o que fazer?

Postado por PETZ, em Atualizado em Nov 13, 2020

Cachorros
Meu cachorro não quer comer e está fraco: o que fazer?
Tempo de leitura: 5 minutos

O apetite desempenha um papel importante na manutenção da saúde do cachorro, fazendo com que o pet tenha vontade de se alimentar para repor as energias e obter todos os nutrientes necessários ao bom funcionamento de seu organismo. Por isso mesmo é inevitável querer buscar a resposta para a pergunta: o que fazer quando meu cachorro não quer comer e está fraco?

cachorro deitado na caminha

Sintoma comum a uma série de doenças, a falta de apetite acaba debilitando ainda mais a saúde do cachorro, dificultando o combate à  patologia e o tratamento. Porém, ao contrário do que muitos acreditam, a anorexia nem sempre está relacionada a problemas de saúde. 

Isso porque ela também pode indicar letargia decorrente do calor entre outros motivos. Mesmo assim, é importante ficar atento para que o pet não passe muito tempo sem comer. Se você está pensando “meu cachorro está fraco e não quer comer”, saiba por que a seguir.

O que pode ser quando o cachorro perde o apetite?

Não é incomum que tutores relatem: “Meu cachorro não quer comer”. Diversos fatores podem fazer com que um cãozinho perca o apetite. Começando pelas causas de origem não patológica, algumas raças caninas possuem o chamado apetite seletivo, ou seja, elas escolhem mais o alimento que desejam comer. 

Nesse sentido, são frequentes os casos de tutores que não resistem aos olhares pidões e têm o hábito de oferecer muitos petiscos e outros alimentos ao cachorro. Além de prejudicial para a saúde do pet — lembre-se de que petiscos costumam ser ricos em sódio e gordura —, isso contribui para que o cão não se interesse pela comida. 

Outra situação em que os cães podem sentir menos vontade de comer é no verão (ou quando a temperatura está muito elevada). Assim como a gente, cachorros também sentem moleza e menos vontade de comer nos dias quentes, podendo pular uma ou outra refeição. 

Já no que diz respeito às doenças, a falta de apetite é um sintoma comum à maior parte delas. Para saber se a anorexia do seu amigo é decorrente de algum problema de saúde, comece respondendo às seguintes perguntas:

Houve alguma mudança na rotina do cachorro? 

Mudança de casa, chegada de um novo animal ou de um novo membro da família, como um bebê, impactam o emocional do cachorro e podem diminuir o apetite.

O dia está muito quente? 

Temperaturas muito altas deixam o pet mais letárgico, o que reduz seu apetite. Deixe água fresca à disposição do cachorro e procure mantê-lo em local fresquinho e arejado.

O cachorro tem o hábito de comer só na sua presença?

A ansiedade por separação é uma das causas comportamentais mais comuns para a falta de apetite. Nesses casos, o pet pode acabar passando o dia inteiro sem comer, deixando para se alimentar apenas à noite, quando o tutor chega em casa. 

Para reverter o quadro, procure fazer o enriquecimento ambiental e, se necessário, converse com um adestrador ou médico-veterinário especialista em comportamento canino.

Além da falta de apetite, o pet apresenta outros sintomas?

Vômitos, diarreias, febre, dor, perda de peso, mudanças de comportamento e outras alterações indicam que há algo de errado com a saúde do cachorro. Ao observar um ou mais desses sintomas, procure um veterinário com urgência. 

Há quanto tempo o pet está sem comer?

Mesmo que a princípio não tenha nada de errado com a saúde física do cachorro, o jejum prolongado pode desencadear problemas mais sérios, como a hipoglicemia. 

A persistência da falta de apetite também pode ser sinal de que o pet está sentindo algum desconforto na hora da refeição. Como exemplo, cães idosos com dentição enfraquecida podem ter dificuldade para mastigar as rações firmes de cães adultos. 

Eles também podem estar com algum problema na coluna que torne mais difícil se curvar na hora de se alimentar. 

O que fazer quando o cachorro não quer comer e está fraco?

Muitos tutores relatam: “Meu cachorro não come e está fraco”. Ainda mais se seu amigo de quatro patas pertence a uma raça de pequeno porte, como Maltês e Yorkshire, mais propensas ao apetite seletivo, pular uma refeição ou outra de vez em quando não é motivo para alarme. 

cachorro com olhar triste deitado de lado

Há também relatos assim: “Meu cachorro não come há 5 dias”, se o cachorro já está há mais de um dia sem comer e/ou está apresentando outros sintomas, consulte um médico-veterinário.

“De forma geral, todas as doenças podem se manifestar com o sintoma de perda de apetite. O animal, quando não se sente bem, deixa de comer, seja por enjoo, dor, febre, entre outros”, diz a Dra. Camila Lozano, médica-veterinária da Petz. 

“Se for identificado que, de fato, se trata de falta de apetite (não apenas apetite seletivo), é muito provável que algo não esteja bem com o pet”, alerta.

O tratamento para abrir apetite de cachorro doente vai depender da origem do problema. Em alguns casos, o veterinário poderá recomendar mudanças na alimentação com o uso de rações úmidas medicamentosas por exemplo a fim de fortalecer o organismo do pet e estimulá-lo a comer. 

Já quando é constatado que o cachorro amuado e não quer comer não é decorrente de alguma doença, mas sim de uma questão comportamental, procure seguir algumas dicas:

  • Estabeleça um horário para as refeições. Isso ajuda a evitar que o cão fique “enrolando” na frente da ração, deixando de se alimentar;
  • Proporcione uma rotina saudável com passeios e diferentes atividades físicas e mentais, além de uma alimentação saudável. O gasto de energia estimula o apetite;
  • Ofereça petiscos a seu amigo com moderação. Para os treinamentos e brincadeiras, prefira opções que possam ser partidas em pequenos pedacinhos. Além de estragar o apetite, o excesso de petiscos contribui para problemas como obesidade;
  • Verifique se o local escolhido para o comedouro é realmente adequado. É importante que o local seja limpo, tranquilo e distante do lugar em que o pet faz as necessidades,
  • Acostume o cachorro a passar um tempo sem você desde filhote e garanta que ele tenha o que fazer na sua ausência a fim de evitar a ansiedade por separação.

Na dúvida, nunca deixe de buscar a ajuda de um veterinário. Alguns problemas de saúde podem evoluir rapidamente para quadros mais graves, com risco até mesmo de levar o pet a óbito. 

Conte com a Petz para manter seu bichinho saudável

cachorro deitado ao lado do pote de ração

Na Petz você encontra medicamentos e rações que ajudarão seu melhor amigo a ter uma alimentação balanceada, além de se manter saudável. Acesse nosso Pet Shop online e encontre tudo o que precisa para manter o bem-estar do seu bichinho!

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *