Mordida de cachorro: como evitar e o que fazer

Postado por PETZ, em Atualizado em Mar 4, 2020

Cachorros
Mordida de cachorro: como evitar e o que fazer
Tempo de leitura: 3 minutos

Embora as mordidas de cães pequenos com outros pets em geral não representem riscos maiores, todo ataque com perfuração pode infeccionar, prejudicando a saúde e o bem-estar do animal. E você, sabe como agir em caso de mordida de cachorro? Acompanhe abaixo para saber mais.

cachorro deitado

Quando a mordida de cachorro é realmente perigosa?

Ao pensar num cachorro sendo mordido por outro, a principal preocupação é com os pets de grande porte. Algumas raças, como pitbull, rottweiler e pastor alemão, são conhecidas por uma mordida forte, capaz de causar muitos danos. 

No entanto, de acordo com a Dra. Valéria Correa, médica-veterinária da Petz, existem alguns outros riscos associados a esses ataques.

“A mordida de cachorro pode ser superficial, causando perfurações pontuais ou grandes dilacerações de pele e musculares, às vezes até esmagamento”, destaca a veterinária. “No entanto, qualquer mordida de cachorro pode provocar uma infecção”, completa.

Nesse sentido, a Dra. Valéria aponta que as feridas penetrantes são mais perigosas que as lesões por uma mordida de cachorro superficial. Isso porque introduzem bactérias naturais da boca do cão profundamente na pele, o que dificulta a limpeza.

Meu pet foi mordido por outro cachorro, o que devo fazer?

Como visto, um dos principais perigos da mordida de animal é desenvolver uma infecção. Por esse motivo, de acordo com a Dra. Valéria, a primeira coisa a se fazer em caso de mordida é lavar a ferida com água e sabão. “Se houver sangramento, o local deve ser comprimido até que a hemorragia seja estancada”, completa.

Feitos os primeiros socorros, o ideal é levar o peludo ao veterinário para uma avaliação mais detalhada das lesões. Durante a consulta, o especialista vai determinar a gravidade do caso e adotar as medidas necessárias.

Entre essas medidas, ele pode estancar o sangue, realizar uma limpeza mais profunda do local e receitar um antibiótico para mordida de cachorro.

“Alguns pacientes precisam de cuidados intensivos e internação nos primeiros dias para controlar a infecção e os danos causados pela briga”, explica a veterinária. Nessas horas, a Dra. Valéria diz que é importante certificar-se de que o seu filho de quatro patas esteja imunizado contra a raiva. 

A mordida de cachorro vacinado evita que o outro pet pegue raiva ou transmita doenças para humanos. Se possível, também procure saber sobre o histórico de saúde do outro cão envolvido.

cachorro atento

Tratamento da mordida de cachorro em outros cães

O tratamento da mordida de cachorro em cães vai depender da gravidade de cada caso. “É sempre necessário realizar uma limpeza profunda no ferimento, pois o risco de infecção é grande”, diz a Dra. Valéria. 

Em seguida, o veterinário irá verificar se houve comprometimento de musculatura, nervos, fratura óssea. “Se ele considerar que a ferida está limpa e o risco de infecção é baixo, a lesão poderá ser suturada”, diz.

No entanto, a veterinária explica que, em algumas situações, o risco de infecção permanece alto mesmo com a limpeza. Nesses casos, a lesão deve ser mantida aberta para que sejam feitas limpezas periódicas onde o cachorro mordeu até que a cicatrização ocorra naturalmente.

“Quase sempre são utilizados antibióticos e analgésicos como protocolo para o tratamento de mordida de cachorro”, finaliza a especialista.

Como separar dois pets que estão brigando?

Até aqui, nós esclarecemos algumas dúvidas sobre o que fazer após a mordida de cachorro. Mas como agir no momento da briga para separar os cães e evitar lesões mais sérias?

De maneira geral, a Dra. Valéria explica que a melhor maneira de separar dois cães é tentar chamar a atenção deles para outra coisa. Para isso, é possível usar truques como jogar água ou fazer barulhos como palmas e assovios. 

Já em casos mais difíceis, em que o cachorro continua a morder, é possível tentar puxá-lo pelo rabo e erguer suas patas traseiras, balançando-as. “Assim, ele se concentra em não cair e solta o outro cão”, diz a Dra. Valéria.

cachorro brigando
Continue acompanhando o blog da Petz e nossas redes sociais para mais informações sobre mordida de cachorro e novidades de bem-estar animal!

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *