Reação alérgica em cachorro: saiba quais os riscos do problema

Postado por PETZ, em Atualizado em Jun 27, 2019

Bem-Estar
Reação alérgica em cachorro: saiba quais os riscos do problema
Tempo de leitura: 4 minutos

O comportamento curioso dos cãezinhos está ligado a ancestralidade deles e, é um traço que deixa sua personalidade ainda mais charmosa! Mas, por mais que seja saudável deixar seu amigo explorar ambientes, às vezes ele pode ser exposto a perigos, como à reação alérgica em cachorro.

Para evitar todos os tipos de alergia na pele desses bichinhos de quatro patas, convidamos uma especialista para tirar suas dúvidas. Continue lendo para aprender mais sobre reação alérgica em cachorro!

O que é a reação alérgica em cachorro

A alergia em cachorro é um processo exagerado que ocorre quando o organismo reage a alguma substância. E, apesar de ser um mecanismo de defesa, a reação alérgica é um pouco descontrolada.

O corpo faz de tudo para expulsar aquilo que está o incomodando. E nessa ação, pode ocorrer algumas complicações. É importante ressaltar que as regras não são muito claras para a reação alérgica em cachorro.

Alguns itens podem ser muito alérgicos para certos pets, e passarem despercebidos para o organismo de outros.

Causas da alergia em cães

A alergia em nossos amigos peludos pode ocorrer por diferentes motivos, conforme explica a médica-veterinária da Petz, Dra. Anna Carolina, que diz ter “muitos fatores ambientais que podem desencadear uma reação alérgica em cães”.

Ainda segundo a veterinária, as causas mais comuns da reação alérgica em cachorro são:

  • Poeira;
  • Produtos de limpeza;
  • Flores e plantas;
  • Picadas de insetos.

Dentre os itens acima, os produtos de limpeza merecem atenção especial. Eles são os campeões entre as causas de reações alérgicas em cães. Então, na hora da faxina, melhor deixar seu filho de quatro patas confortável em outro cômodo.

Os perigos da reação alérgica em cachorro

As reações alérgicas vão variar de acordo com a causa e o organismo do pet. Porém, veterinários reforçam o perigo de uma dermatite alérgica se ela não for tratada corretamente.

Segundo a Dra. Anna Carolina, o tutor precisa ficar atento para perceber os sinais de que seu pet está com alergia. “Cada reação alérgica terá sintomas particulares.”, explica.

Mas é possível se atentar a alguns pontos em comum. Segundo a veterinária, os sinais mais regulares são:

Ao notar que seu amigo peludo apresenta qualquer um dos sintomas acima, o veterinário deverá ser procurado o mais rápido possível.

Segundo estudos, uma reação alérgica não tratada corretamente pode levar até mesmo à morte ou resultar em problemas como a dermatite em cachorro. No entanto, conforme afirma a Dra. Anna Carolina, o atendimento imediato garante grandes chances de recuperação do pet.

O melhor tratamento para alergia em cães

Quando um veterinário encontra um cachorro com coceira excessiva, ele realizará uma avaliação que irá identificar a causa do problema e como agir.

Segundo a nossa especialista, o tratamento para curar a incômoda coceira em cachorro pode envolver inúmeras etapas, porém, a administração de antialérgicos injetáveis é a terapia mais comum. Este tipo de medicação age mais rapidamente, e oferece boas chances de recuperação.

A veterinária também ressalta os perigos dos remédios humanos, como polaramine, para um cachorro alérgico. O antialérgico para cachorro deve ser receitado por especialistas, assim como a dosagem correta. De acordo com estudos, o uso de medicina humana está entre as principais causas da intoxicação em cachorros.

Saiba como evitar a reação alérgica

Como a reação alérgica em cachorro e gato vai variar muito de acordo com a quantidade, substância e organismo do pet, é muito difícil prever as consequências deste problema. Assim, o melhor é evitar!

Para isso, a Dra. Anna Carolina passou algumas dicas que podem ajudar:

  • Deixe os produtos de limpeza seguros e bem longe dos bichinhos de estimação. Ao limpar uma região, não deixe seu amigo chegar perto.
  • Caso utilize itens como água sanitária ou cloro, isole o cachorro no momento da aplicação. Deixe o pet afastado do local algumas horas após a utilização do produto.
  • Se perceber uma abelha ou formiga, mantenha seu pet longe. Cachorros são curiosos e podem morder ou querer brincar com insetos! Assim, o melhor é afastar seu amigo.
  • Por mais que ele peça, não dê comida de humanos para seu filho de quatro patas. Muitos dos itens comuns para nós, como cebola, podem fazer mal para os cães.
  • Utilize rações de marcas conhecidas e confiáveis, e de preferência pelas do tipo premium. Assim, você diminui as chances de uma alergia alimentar.

Seguindo as dicas acima, você provavelmente vai poder evitar a reação alérgica em cachorro e brincar com seu amigo tranquilamente!

Se precisar de levar seu amigo peludo em um médico, lembre-se que a Petz conta com unidades com clínicas veterinárias bem equipadas e com ótimos profissionais! Procure a unidade mais próxima!

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *