Treinamento para cachorro: conheça os principais tipos

Postado por PETZ, em Atualizado em Jan 6, 2022

Cachorros
Treinamento para cachorro: conheça os principais tipos
Tempo de leitura: 4 minutos

Ter uma alimentação balanceada e fazer atividades físicas é essencial para levar uma vida saudável. No dia a dia dos cães, normalmente, isso significa comer uma ração de qualidade, brincar bastante e, é claro, passear com o tutor. Porém, será que existe algum tipo mais elaborado de treinamento para cachorro?

treinamento para cachorro

Se, para nós, humanos, uma rotina de musculação e exercícios aeróbicos faz tão bem, por que seria diferente com os peludos? Sendo assim, para saber mais sobre adestrar cachorro e quais são os tipos mais comuns de treinamento, não deixe de ler este texto até o fim!

Atividades além da caminhada diária

Hoje em dia, existem várias técnicas diferentes para treinar cachorro. Assim, você pode montar uma rotina de atividades que vão muito além da caminhada diária com o bichinho. Afinal, os passeios podem ser insuficientes para o peludo ou ele pode simplesmente estar impossibilitado de sair para caminhar.

A Dra. Karina Mussolino, médica-veterinária da Petz, defende a prática de um treinamento canino mais elaborado. “Eu diria que essa prática é obrigatória na vida de um cão que não tenha restrições, pelo menos, duas vezes ao dia”, explica a especialista. A seguir, confira os principais tipos de treinamento para cachorro.

Agility

Basicamente, esta prática consiste em fazer o cão percorrer, o mais rapidamente possível, um circuito de obstáculos, como rampas, túneis e outros. O agility pode ser praticado tanto profissionalmente quanto como forma de lazer. 

Além disso, as provas do agility são realizadas pelo cãozinho juntamente ao tutor ou instrutor, que orienta o peludinho durante todo o circuito. Dessa forma, é um treinamento divertido para o bichinho praticar exercícios físicos.

Natação

A natação para cachorro oferece um alto gasto energético. Por isso, ela é bastante utilizada no tratamento auxiliar da obesidade, de problemas ortopédicos ou mesmo respiratórios. De acordo com a Dra. Karina, cães saudáveis também podem praticá-la, “sempre com supervisão para evitar afogamentos”.

Canicross

O canicross é uma corrida que realizamos ao lado dos pets. Entretanto, trata-se de uma prática um pouco mais profissional. Nela, tutor e cachorro se conectam por uma corda elástica, sendo que o cão, vestido com um colete de tração, sempre vai à frente. 

Para essa prática, além de ter os equipamentos necessários, é importante que o cachorro saiba alguns comandos básicos de direcionamento (esquerda ou direita). O ideal é que o pet sempre mantenha o ritmo da corrida.

treinamento para cachorro

Flyball

Apesar de ser pouco conhecido no Brasil, o flyball é o terceiro esporte mais popular do mundo para cães. Assim como no agility, a atividade consiste em que o cachorro ultrapasse uma série de obstáculos. A diferença é que, ao final do circuito, o cachorro deve pegar uma bolinha de tênis, voltar e entregá-la ao tutor. 

Em escala profissional, esse tipo de treinamento para cachorro ocorre com equipes que contam com quatro competidores e até dois reservas. Assim, ele acontece por meio de revezamento.

Atividades para fazer em casa ou no dia a dia

Apesar de extremamente benéficos para os cães na teoria, na prática, os treinamentos para cachorro citados acima podem ser custosos para os tutores, tanto em tempo quanto em dinheiro. Isso porque o ideal é realizá-los em locais específicos com equipamentos adequados.

Felizmente, existem diversas outras atividades que você pode incorporar no dia a dia do seu amigo sem precisar sair de casa. De acordo com a Dra. Karina, “brinquedos interativos, como cordas e bolas, representam uma queima expressiva de energia. Afinal, o pet estará correndo por todos os lados atrás do objeto”. 

Já para quem tem tempo de ir com o cachorro ao parque, mas não dispõe de muito dinheiro, o ideal é não abrir mão das caminhadas ou das corridas ao ar livre. Afinal, qualquer forma de exercício é válida.

Cuidados com a prática de exercícios físicos

Antes de definir uma rotina de treinamento para cachorro, é fundamental levar o seu amigo ao veterinário. Um profissional qualificado faz uma vistoria minuciosa no bichinho, considerando o histórico e o estilo de vida do pet, assim pode dizer quais atividades físicas o pet está apto ou não a realizar.

Também vale lembrar que os cães precisam de tempo para se acostumar com as atividades. Assim, aos poucos, eles adquirem mais resistência e condicionamento. Do contrário, a Dra. Karina explica que eles podem entrar em um quadro de exaustão conhecido como síndrome da angústia respiratória. 

“Observe se há salivação excessiva, cansaço, fraqueza, desmaio, convulsão, língua roxa ou rouquidão. Nesses casos, o pet deve ser levado ao veterinário imediatamente, em caráter de emergência”, diz.

treinamento para cachorro

Agora que você já sabe tudo sobre treinamento para cachorro, chegou a hora de mexer o esqueleto com o seu peludo. Para ficar por dentro de outros conteúdos incríveis como este, não deixe de ficar de olho aqui no blog da Petz!

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *