Como o cachorro se comunica? 3 formas de linguagem canina

Postado por PETZ, em Atualizado em Feb 5, 2020

Cachorros
Como o cachorro se comunica? 3 formas de linguagem canina
Tempo de leitura: 4 minutos

Os bebês não falam. Mesmo assim, as mães parecem saber exatamente quando um choro é de fome, de sono ou por outro motivo. Com os tutores de pet ocorre algo semelhante: depois de um tempo de convívio, muitos reconhecem como o cachorro se comunica

cao-uivando

Para a Dra. Mariana Sui Sato, médica-veterinária da Petz, conhecer a linguagem canina é importante para o bem-estar do pet. “Fazer a observação do cão e respeitar sua manifestação comportamental ajuda a garantir a integridade física e psicológica dele”, diz. 

Afinal, é por meio de linguagens não verbais que o pet nos informa que está com dor ou prestes a brigar com outro cão, por exemplo. A seguir, conheça 3 formas importantes de linguagem de cachorro.

Vocalização: origem e significados do latido dos cachorros

Boa parte de como o cachorro se comunica tem a ver com a linguagem gestual. No entanto, existe também uma forma vocal bem conhecida dos tutores: são os famosos latidos de cachorro. 

A origem da vocalização está nos lobos, ancestrais dos cães domésticos. Com uivos que podem ser ouvidos a quilômetros de distância, os lobos usam a vocalização tanto para se comunicar entre si quanto para afastar predadores. Já os cachorros apostam nos latidos também para se comunicar com os tutores. 

A seguir, veja alguns significados dos latidos que é uma das maneiras como os cães se comunicam.

  • Alerta de perigo: geralmente é um latido firme, alto e cadenciado. Muitos cães usam o latido para alertar sobre a presença de estranhos;

 

  • Sede ou fome: muitas vezes, esse tipo de latido insistente é acompanhado pela tentativa do pet de levá-lo até o comedouro ou bebedouro;
  • Tédio: além de fome e sede, latidos insistentes podem significar que o pet está entediado. Nesse caso, ele usa os latidos para chamar a atenção de outras pessoas e até de outros cachorros,

 

  • Dor: um pet latindo e uivando pode indicar algum problema de saúde que cause dor. Fique atento também a outros sinais, como falta de apetite e prostração.

Rabo de cachorro: o que quer dizer quando o pet abana essa estrutura?

É quase automático: basta um cãozinho olhar para seu tutor que ele logo começa a abanar o rabo! De fato, as famosas abanadas podem ser sinal de alegria. No entanto, embora muito desse tipo de linguagem ainda seja um mistério para os especialistas, o abanar de rabo pode indicar outras sensações, como medo. 

cao-deitado

Abaixo, listamos o que apontam alguns estudos recentes sobre o possível significado desse tipo de linguagem, outra forma que é como os cachorros se comunicam:

 

  • Rabo para cima: está associado a sentimentos de alegria e de euforia;
  • Rabo para baixo: quando entre as pernas, indica medo e desconfiança;
  • Rabo rígido, na altura do corpo: costuma ser sinal de agressividade;

 

  • Rabo abanando para a esquerda: acredita-se estar associado a sentimentos negativos, como medo, agressividade e ansiedade,
  • Rabo abanando para a direita: estariam associados a sentimentos positivos, como alegria e curiosidade. 

Calming signals: uma forma mais abrangente de linguagem canina

Quando uma pessoa se coça, esse gesto pode significar muito mais do que um incômodo cutâneo. Pode ser que ela tenha sido picada por um pernilongo, por exemplo. No entanto, em alguns casos, o gesto também pode ser sinal de ansiedade. E com os cães é a mesma coisa!

“Olhar para o lado, sacudir o corpo todo, bocejar, se coçar, levantar uma das patas dianteiras, lamber o nariz, etc. São mais que simples atos na comunicação canina”, explica a Dra. Mariana. 

“Muitas vezes, esses pequenos gestos são uma demonstração do estado do pet”. Tanto é que podem ser muito vistos na interação de um cão com outro e mesmo na relação com os humanos.

Nesse sentido, até hoje a teoria que melhor explica como esse gestual atua na comunicação é a dos chamados calming signals. Ou, em português, os sinais de apaziguamento. 

Formulada pela adestradora norueguesa Turid Rugaas, a teoria propõe que os cães utilizam determinados gestos para prevenir conflitos de forma não agressiva. “É como se o cão dissesse: ‘ei, não gostei disso, você poderia parar com esse comportamento?’”, brinca Mariana. 

Entre alguns dos sinais de apaziguamento mais usados pelos cães estão:

  • Bocejar;
  • Desviar o olhar;
  • Virar o rosto;
  • Virar-se de costas,
  • Caminhar lentamente.

Independentemente do tipo de linguagem dos cachorros, é importante destacar que ela nunca deve ser analisada de maneira isolada. Para entender de fato o que seu filho de quatro patas quer dizer, o ideal é observar todo o conjunto. Afinal, um latido com o corpo relaxado é bem diferente de um latido com o corpo do pet tenso e rígido. 

cao-feliz

E o seu amigo, quais são as maneiras favoritas dele para se comunicar? Conte para nós aqui nos comentários! Além disso, não deixe de acompanhar nosso blog da Petz e redes sociais para mais curiosidades sobre os cachorros e outros pets. 

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *