Gato preguiçoso: será que é um problema?

Postado por PETZ, em Atualizado em Jul 7, 2021

Comportamento
Gato preguiçoso: será que é um problema?
Tempo de leitura: 4 minutos

A fama do gato preguiçoso é bem conhecida. Quem não se lembra do célebre Garfield, o bichano mal-humorado que odeia segundas-feiras e adora uma boa soneca no sofá? Quem convive com um felino sabe: esta história tem um fundinho de verdade. 

gato dormindo

Apesar de nem todo felino ser um poço de preguiça, muitas vezes, os bigodudos realmente demonstram gostar de tirar um cochilo. Mas por que será que isso ocorre? Como perceber se a quietude e a sonolência são sinais de alerta ou apenas um comportamento dos gatos? Continue lendo para saber mais sobre o assunto. 

Gato preguiçoso: mito ou verdade? 

Você pode até achar que seu filho de quatro patas não tem defeitos, mas não dá para negar que os bichanos adoram tirar uma soneca prolongada. Por isso, não é de estranhar a fama do gato quieto e preguiçoso. A ciência comprova que, de fato, nossos amigos são bem dorminhocos. 

De acordo com estudos, os gatos dormem de 12 a 16 horas por dia. Isso representa quase 65% do tempo — impressionante, não acha? Em comparação, um humano adulto dorme, em média, 4 a 5 horas menos que os felinos.

Porém, não é necessário pesquisas para saber tais dados. Basta conviver com um bichano para perceber que ele adora um cochilo e passa a maior parte do dia dormindo. Afinal, não é difícil entrar em um cômodo e encontrar seu gato dormindo!

O mundo moderno deixou o gato preguiçoso?

Muitos tutores olham para o felino com uma dose de inveja. Afinal, quem não queria a vida de um bichano? Gatos dormem muito, comem a melhor ração e, quando estão com vontade, decidem brincar pela casa. 

Mas será que as facilidades do mundo moderno tornaram os felinos sossegados demais? Na verdade, a história não é bem essa. Estudos mostram que dormir muito é uma característica comum em todos os felinos, independentemente do tamanho. Isso significa que até o leão, o poderoso rei da selva, passa a maior parte do dia dormindo. 

Ou seja, não precisa se sentir culpado. Não é a rotina que inclui o caminho da cama para o comedouro que deixou o gato preguiçoso — este é apenas um comportamento de gato natural!

A herança evolutiva dos felinos

Pode até não parecer, no entanto, embaixo dos pelos fofos dos bichanos, encontram-se verdadeiras feras, pois, na verdade, os gatos mantêm boa parte das características selvagens. Por isso, são tão parecidos com seus primos maiores, como os tigres e os leões.

Não se engane: o que parece um traço negativo, na verdade, é uma herança evolutiva. Esses animais possuem um ritmo de sono bem diferente do nosso, já que, de acordo com pesquisas, os bichanos quase não entram em sono pesado, também chamado de sono REM. 

Afinal, para sobreviver na selva, é preciso estar sempre de olhos quase abertos. Assim, a maior parte do sono dos bigodudos é bem leve. Então, como o sono não é dos melhores, apenas um gato dormindo muito para compensá-lo. Em outras palavras, não é um caso de gato preguiçoso: ele está apenas descansando. 

três gatos dormindo

Hábitos de caça noturno

Outra característica que deu aos gatos a fama de preguiçosos é a rotina de sono que eles têm. Na maioria dos lares, enquanto o restante da família está trabalhando e estudando, o gato está tirando boas sonecas. 

Entretanto, durante a noite, o cenário é o oposto. Muitos felinos adoram acordar a família na madrugada, aprontando diversas estripulias. Isso porque os gatos são acostumados a caçar no período noturno, já que essa é outra herança evolutiva do pet. 

Como possui uma visão noturna privilegiada, caçar à noite é uma ótima ideia. Afinal, a maioria das presas está dormindo nessa hora, inclusive, os tutores! Ou seja, não é porque você vê o pet dormindo o dia inteiro que ele é preguiçoso: você apenas está olhando-o na hora errada. 

E se o gato não quer brincar? 

Então, os bichanos possuem um sono bem diferente do nosso, mas e quando um gato com preguiça não quer brincar, correr nem praticar atividades? Será que há algo errado? Primeiro, devemos lembrar de que as brincadeiras são, sim, parte de uma rotina saudável, mesmo para os bichanos. 

Apesar de os bigodudos não necessitarem de caminhadas diárias, eles ainda precisam gastar energia. Se, mesmo ao oferecer um brinquedo ao seu filho de quatro patas, ele não demonstrar interesse, talvez seja hora de rever os acessórios. 

Os gatos são exigentes e gostam das coisas do seu jeito. Portanto, o melhor a fazer é buscar um brinquedo que trabalhe com os instintos dos felinos, como os acessórios interativos. 

Quando a preguiça é um problema?

Apesar de um gato preguiçoso ser um quadro normal, é importante saber quando o amigo está dando sinais de que precisa de ajuda, já que muitas doenças têm como sintoma a apatia, que nada mais é que a falta de interesse por atividades. Além de desânimo, o pet pode apresentar outros sinais, como: 

  • falta de apetite;
  • comportamento arredio;
  • falta de higiene;
  • dificuldade para ir ao banheiro;
  • sinais de dor. 

Caso desconfie que o pet está doente, procure um veterinário imediatamente. Ele poderá verificar se a apatia do bichano esconde alguma enfermidade ou é apenas um traço de personalidade. 

Logo, lembre-se de que, assim como os humanos, os pets possuem características distintas entre si. Respeite a individualidade do peludo e sempre lhe ofereça um ambiente saudável, com boa ração, hidratação e muitas atividades.

gato dormindo enrolado no cobertor

Agora, você conhece as características de um gatinho e já sabe identificar se ele é preguiçoso ou não! Para aproveitar mais conteúdos como este, não deixe de acompanhar o blog da Petz!

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *