Saiba quais são os tipos de polvo de aquário e os cuidados com eles!

Postado por PETZ, em 11/08/2021

Aquário
Saiba quais são os tipos de polvo de aquário e os cuidados com eles!

O polvo de aquário tem uma aparência muito peculiar, que nos faz reconhecê-lo imediatamente. No entanto, você sabe quais são os cuidados com a alimentação e o ambiente? Não se preocupe, pois vamos explicar tudo!

polvo-de-aquario

Nosso conteúdo especial está recheado de informações sobre o polvo. Aqui, você vai aprender as condições necessárias para o aquário desses animais e os tipos que podem ficar nesse espaço, assim como os cuidados com alimentação e saúde. Confira tudo aqui!

Conheça um pouco sobre o polvo

O polvo é um animal marinho extremamente inteligente. Isso acontece graças às três áreas presentes no cérebro desse bichinho. Elas conseguem armazenar memórias e fazê-lo aprender várias coisas. Você deve se lembrar de Paul, que acertou previsões de jogos de futebol durante a Copa do Mundo.

Esse animal tem oito braços com ventosas, que têm flexibilidade para alcançar vários objetos. Por isso, o polvo no aquário precisa de muito espaço para exercer essa função. Os olhos têm uma visão em 360º, por isso ficam um pouco debilitados na visualização binocular.

Para se defender, ele possui três mecanismos. O primeiro, bem conhecido e que aparece em várias referências do mundo pop, é a soltura de uma tinta densa e com um cheiro. O segundo é a camuflagem, mudando a cor desse líquido que sai dele. O último é a automutilação dos braços em casos de perigo extremo e iminente.

O método reprodutivo é sexuado, em que o macho acaba morrendo após o cruzamento. A fêmea não se alimenta para proteger os filhotes dos perigos, então também perece após o nascimento deles. 

Qual é o ambiente perfeito para o polvo?

O polvo para aquário precisa de um espaço só para ele, pois gosta de estar solitário. É importante que esse recipiente tenha uma tampa muito firme e segura, já que esses animais tendem a fugir e conseguem se locomover rapidamente graças aos braços.

Outro detalhe importante para o polvo de aquário é a iluminação. Ele não gosta de muita luz direta, pois é totalmente o oposto do oceano. Opte por deixar o ambiente meio escuro durante o dia e desligue todas as fontes de luminosidade durante a noite. 

O polvo de aquário precisa de muita oxigenação. Por isso, a água deve ter um pH de 8,2. Você pode utilizar bombas para melhorar ainda mais o ambiente para esses animais, mas atenção para não colocá-las no recipiente. É importante criar um lar que parece com o habitat deles, usando corais, substrato e rochas.

Avalie as espécies de polvo de aquário. Algumas podem crescer muito mais que outras, então é preciso oferecer um ambiente maior. Elas vivem, em média, de um a dois anos, mas, com condições adversas, podem acabar vindo a óbito antes disso. Então, tenha bastante atenção ao lar desses bichinhos!

polvo-de-aquario

Tipos de polvo de aquário

Como explicamos, esse animal pode ter vários tamanhos, por isso, é bem importante escolher o tipo antes de começar a montar o ambiente para ele viver. Afinal, uma boa adaptação do polvo em aquário pode ajudar muito nos cuidados diários.

Polvo mímico

O nome desse animal é uma representação da capacidade de imitar outras espécies e se camuflar em locais diferentes, mudando até de cor. Para ele, o aquário precisa estar em perfeitas condições, exigindo um cuidado mais dedicado. O polvo mímico também adora destruir o habitat onde mora. Então, é preciso ter paciência com ele. 

Polvo de Dois Pontos da Califórnia

Esta espécie precisa de um aquário bem grande, então esse é o primeiro cuidado a tomar. O dia a dia é bem fácil, pois eles não exigem tanta manutenção. São muito simpáticos e costumam ter um comportamento bem amigável em relação às pessoas. 

Minipolvo

Diferente dos demais, o minipolvo tem um tamanho bem reduzido, mesmo na vida adulta. Ele pode chegar a ter apenas 12 centímetros, menor que uma régua! Isso ajuda na criação em aquário, mas é sempre importante deixar espaço para ele se locomover.

Para cuidar desses pequeninos, é preciso de muito cuidado. Algumas espécies são venenosas, como é o caso do lindíssimo Polvo de Anéis Azuis. Apesar de a aparência maravilhosa, esse animal pode matar 20 homens com apenas uma dose da toxina. 

A alimentação do polvo

Basicamente, o polvo de aquário se alimenta de crustáceos, peixes e invertebrados. Você pode optar por sardinhas e camarões, por exemplo, comprados no supermercado. Como já dissemos, eles preferem ambientes escuros, ou seja, a noite é a melhor hora para alimentá-los. 

Você pode oferecer animais vivos, caso tenha acesso, mas é importante observar se isso pode trazer algum tipo de perigo ao polvo de aquário. Ele pode soltar toxinas e perecer por ter espaço restrito e não conseguir fugir. Caranguejos e siris são ótimas opções.

polvo-de-aquario

Um polvo de aquário é exótico e exige cuidados especiais. Agora que você já entende tudo sobre eles, que tal acessar o pet shop on-line da Petz? Temos produtos para criar ambientes marinhos incríveis, com todo conforto para os animaizinhos. Se preferir, visite nossas lojas físicas!

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *