Cuidados indispensáveis com filhotes de calopsita

Postado por PETZ, em 30/01/2021

Aves
Cuidados indispensáveis com filhotes de calopsita

As aves são animais que realizam o chamado “cuidado parental”. Isso significa que, após o nascimento, os próprios pais se encarregam de atender às necessidades básicas dos filhotes. No caso dos filhotes de calopsita, quando isso acontece, o auxílio do tutor se torna indispensável para garantir a sobrevivência dos recém-nascidos. 

calopsita filhote

Quer aprender como tratar de filhote de calopsita da maneira mais correta possível e sem prejudicar a saúde desses pequeninos? Continue lendo, preparamos um conteúdo completo a fim de sanar todas as dúvidas.

Como cuidar de filhotes de calopsita quando os pais estão por perto?

Realizada a postura dos ovos depois do acasalamento, o nascimento dos filhotes de calopsita é esperado para dali em média 20 dias. Conforme o momento se aproxima, muitas vezes é possível ouvir os filhotes piando dentro do ovo. 

A primeira dica para aprender como cuidar de filhote de calopsita quando os pais estão por perto é não interferir. Na hora certa, os próprios filhotes acabam eclodindo o ovo por meio da bicagem da casca.

Como diversos outros animais, os filhotes de calopsita não vêm ao mundo completamente desenvolvidos. Com os olhos ainda fechados e sem penas cobrindo o corpo, eles não são capazes de se alimentar sozinhos ou de regular a temperatura corporal. 

Desde que estejam saudáveis, os pais mantêm os filhotes quentinhos através da transferência de calor do próprio corpo. Também no quesito alimentação, eles mastigam o alimento e o regurgitam para oferecê-lo ao filhote. Isso é importante pois, dessa maneira, o alimento já vem com enzimas importantes para auxiliar na digestão.

Nessas situações, cabe ao tutor observar atentamente o comportamento dos pais e o desenvolvimento dos filhotes. Com 20 dias, eles já estão com os olhos abertos e possuem algumas penas. A partir de 30 dias, eles se tornam mais independentes e começam a buscar alimento sólido por conta própria. 

Durante todo o processo, ofereça aos pais uma ração para calopsita de qualidade. Além disso, mantenha a gaiola sempre limpa e em local tranquilo, seguro e longe de correntes de vento.

Como cuidar de filhote de calopsita abandonado

Quando os pais não estão por perto ou, por algum motivo, não estão conseguindo garantir os cuidados com filhote de calopsita, é preciso que o tutor coloque a mão na massa para ajudá-los. 

Nesse sentido, os principais cuidados com a calopsita filhote dizem respeito a alimentação, aquecimento e higiene. A seguir, descubra como providenciar cada um deles. 

Alimentação

O único alimento capaz de substituir com eficácia a comida para calopsita filhote dada pelos pais é a papinha específica para filhotes da espécie. Ela é recomendada pois é preparada com enzimas que ajudam na digestão, além de prebióticos e probióticos.

A frequência da alimentação varia de acordo com a idade do filhote. Nos primeiros dias, o ideal é oferecer a quantidade indicada pelo veterinário ou pelo fabricante entre seis e oito vezes ao dia. A partir daí, vá diminuindo a frequência até chegar a quatro refeições por volta dos 30 dias de vida.

Administrar o alimento de maneira inadequada é uma das principais causas de morte entre os filhotes de calopsitas e outras espécies. Pensando nisso, separamos algumas dicas:

  • Siga corretamente as orientações do fabricante e/ou do veterinário referentes à frequência e às quantidades;
  • Utilize uma seringa ou colherzinha para inserir o alimento no papo do filhote;
  • A papinha deve ser preparada na hora e dissolvida em água morna: nem tão quente que possa causar queimaduras, nem tão fria que possa dificultar a digestão,
  • Nunca administre mais papinha se observar que o papo do filhote ainda está cheio. O alimento acumulado pode azedar, trazendo consequências para a saúde da ave.

O filhote de calopsita em 30 dias já pode ser “desmamado” da papinha, fazendo a mudança gradual para o alimento extrusado próprio para a espécie. Para isso, continue a oferecer a papinha nos horários recomendados e vá diminuindo aos poucos a quantidade. Ao mesmo tempo, disponibilize a ração em um comedouro colocado na gaiola. 

É importante destacar que a papinha preparada já contém toda a água necessária para a hidratação do pequeno pet. Não é recomendado oferecer mais líquido até o início do desmame, quando a água deverá ser oferecida em um bebedouro. 

Aquecimento

Assim como os mamíferos, as aves são animais endotérmicos, isto é, capazes de manter sua temperatura interna por meio do metabolismo. No entanto, o sistema de termorregulação ainda não está completamente desenvolvido quando os filhotes de calopsita nascem. 

Sendo assim, é necessário que o tutor adote medidas para manter os filhotes aquecidos. Para fazer o aquecimento dos filhotes você pode utilizar uma lâmpada comum de 60W. Esta deve ser mantida embaixo do ninho até que os filhotes comecem a empenar. 

A partir daí, vá afastando gradativamente a lâmpada, lembrando que é preciso mantê-la coberta para evitar o estresse decorrente da iluminação excessiva e constante.

Higiene

A falta de higiene é outro grande fator responsável pela morte de filhotes de calopsita. Para aumentar as chances de sobrevivência dos recém-nascidos, mantenha a gaiola sempre limpa, removendo imediatamente excrementos e restos de alimentos que não tenham sido ingeridos. 

Além disso, procure limpar o bico e o corpo do filhote com um pano limpo após cada refeição, removendo possíveis resíduos. Isso é importante para evitar a decomposição dos alimentos, que pode levar à proliferação de micro-organismos causadores de doenças.

calopsita parada
Esperamos tê-lo ajudado a cuidar dos filhotes de calopsita. Na loja virtual da Petz você encontra tudo de que necessita para garantir o bem-estar da ave em qualquer fase da vida.

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *