Melhor ração para gatos: devo oferecer a seca ou a úmida?

Postado por PETZ, em Atualizado em Nov 9, 2018

Gatos
Melhor ração para gatos: devo oferecer a seca ou a úmida?
Tempo de leitura: 4 minutos

Não é novidade que a saúde e o bem-estar dos bichanos começam com a melhor ração ração para gatos. A alimentação é responsável por garantir ao pet todos os nutrientes necessários para o bom funcionamento do organismo, o que, por sua vez, ajuda a prevenir uma série de doenças.

Também não é novidade para ninguém que a melhor forma de fazer isso é por meio de rações prontas. Mas, no caso dos gatos, duas questões ainda geram muitas dúvidas: será que é possível oferecer tanto a ração úmida quanto a ração seca?

Confira as respostas para esses questionamentos a seguir e saiba como desenvolver a melhor dieta para o seu companheiro felino.

Ração seca x Ração úmida: posso oferecer qualquer uma das duas?

Esqueça a ideia de que a ração úmida para gatos faz mal e que só deve ser usada como petisco. De acordo com a médica-veterinária da Petz, Thais Domingues Ferreira, assim como os alimentos secos, as opções úmidas também são completas e balanceadas. “O que diferencia um tipo do outro é o teor de umidade e a quantidade fornecida ao pet”, explica.

Por isso, a escolha da melhor ração para gatos vai depender das necessidades de cada pet. Portanto, o ideal é sempre consultar um veterinário antes de qualquer mudança na alimentação. A seguir, veja as principais diferenças entre os dois tipos de ração.

Ração seca

É uma das mais usadas pelos tutores graças à sua praticidade. Fácil de ser encontrado, esse tipo de ração está disponível em variadas faixas de preço. Você encontra diversos tipos de ração super premium, premium e standard, que oferecem tudo o que o seu pet precisa.

Além disso, a ração seca para gatos também é mais prática para os tutores à medida em que dura mais e pode ser deixada por mais tempo no potinho.

Vantagens da ração seca

  • Pode ser adquirida em versões específicas para estados fisiológicos (doenças), estilos de vida, faixa etária e raças específicas;
  • Possui um período prolongado de conservação.

Desvantagens da ração seca

  • Possui apenas 10% de umidade, o que é ruim para os gatos, que, naturalmente, bebem pouca água;
  • Sua textura firme e consistente pode interferir na alimentação de filhotes e idosos com dificuldade de trituração.

Ração úmida

Embora existam exceções, este costuma ser o tipo de ração favorito dos bichanos. Isso porque os alimentos úmidos têm um cheiro e um sabor bem mais apetitoso para eles.

Já para os tutores, elas dão um pouco mais de trabalho no que diz respeito à conservação. No entanto, reduzem a preocupação com o consumo de água pelo pet.

Vantagens da ração úmida:

  • Possui 80% de umidade;
  • Pode ser associada no tratamento de algumas doenças, como as renais e urinárias, que necessitam do aumento da ingestão hídrica;
  • Baixo índice calórico;
  • Grande palatabilidade;
  • Textura macia ideal para filhotes e idosos com dificuldade de trituração.

 

Desvantagens da ração úmida

  • Custo elevado;
  • Maior predisposição para a formação do tártaro;
  • Alguns alimentos possuem alta concentração de conservantes e corantes;
  • Menor período de conservação em relação ao alimento seco.

Como visto, os dois tipos de ração possuem vantagens e desvantagens, sendo que eles podem, inclusive, ser misturados no dia a dia do bichano. Vai depender da recomendação veterinária.

 

E então, existe um tipo de ração mais indicado?

Contrariando o senso comum, a Dra. Thais diz que, por conta do histórico felino de baixa ingestão hídrica, a ração úmida é uma excelente alternativa. “Porém, a escolha do alimento depende da avaliação do médico-veterinário e da necessidade energética de cada pet”, diz.

Segundo ela, ainda que estejamos falando de um gato saudável, é na consulta que serão avaliadas a rotina e as principais predisposições do pet a fim de estabelecer uma dieta equilibrada e a melhor ração para gatos.

Alguns bichanos com aversão ao alimento seco, por exemplo, podem precisar, obrigatoriamente, da ração úmida. Já tutores que ficam muito tempo fora de casa frequentemente têm que recorrer à ração seca.

A veterinária cita, ainda, outras situações em que um tipo de ração pode ser mais indicado em relação ao outro. É o caso, por exemplo, do uso da ração úmida para ajudar no tratamento de distúrbios urinários e renais. Por outro lado, a ração seca costuma ser mais recomendada em quadros de alergias e hipersensibilidade aos conservantes do alimento úmido

Em suma, não existe um tipo de ração para gato melhor que o outro. A ração ideal é aquela recomendada pelo veterinário para atender as necessidades específicas do seu pet. Procure a clínica Petz mais próxima a você e agende uma consulta para receber todas as orientações!

Lembrando que mudanças de dieta precisam de uma transição gradativa para evitar distúrbios gastrointestinais.

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *