Entenda como e quando dar ração para filhotes!

Postado por PETZ, em Atualizado em Jun 22, 2021

Alimentação
Entenda como e quando dar ração para filhotes!
Tempo de leitura: 4 minutos

Uma alimentação balanceada é a chave para uma vida saudável dos pets, principalmente na fase de desenvolvimento. Quanto a isso, surgem muitas dúvidas sobre como e quando dar ração para filhotes, já que os cuidados com eles são redobrados.

cachorro filhote fazendo pose

Por isso, preparamos um conteúdo com algumas dicas sobre como tornar essa transição mais fácil tanto para o tutor quanto para cães ou gatos. Afinal, tudo o que mais queremos é que os bichinhos estejam felizes e saudáveis num novo lar.

Como fazer o desmame de forma sutil

O tutor deve entender a importância da amamentação. O leite materno é rico em nutrientes que ajudam na formação, uma fase onde os bichinhos estão mais frágeis e expostos a doenças.

Caso algo impeça a mamãe de amamentar, deve ser usado um suplemento que substitua o leite materno. Ele pode ser administrado em mamadeiras ou seringas, mas é importante que o tutor não tente dar o alimento com o pet deitado de barriga para cima, já que isso pode fazê-lo engasgar com a comida.

O desmame normalmente acontece após o primeiro mês de vida do filhote. É importante que o leite materno não seja retirado imediatamente, sendo ingerido junto à alimentação com ração de cachorro e gato.

Os primeiros meses da vida do filhote

Não há nada melhor do que a presença de um filhotinho na nossa vida! Ele enche os ambientes de alegria e são ótimos companheiros para brincadeiras. Mas é uma fase que demanda muita paciência e atenção do tutor. Aqui estão alguns cuidados para os primeiros meses de vida do pet.

Dentinhos

Muitos se perguntam o porquê de os filhotes não conseguirem consumir coisas sólidas, como os grãos da ração, nos primeiros meses de vida. Isso se dá porque seus dentes ainda não estão totalmente formados, sendo frágeis e fininhos.

Por esse motivo, a transição dos alimentos líquidos para a ração deve ser feita de forma gradual. Uma técnica que facilita muito nesse momento é umedecer os grãos para que a mastigação seja mais suave. A partir do terceiro mês, eles já conseguem ingeri-la de forma seca. 

filhotes de gato um do lado do outro

Ração

A escolha da melhor ração para filhote deve levar em consideração alguns fatores. Primeiro, é importante observar o valor nutricional, pois os filhotes precisam de mais energia do que cães e gatos já crescidos. Por isso, as rações adultas devem estar fora da alimentação dos pequenos. 

O segundo ponto a ser observado é a quantidade de proteínas presente. A ração para filhotes deve ter 20 a 30% para ajudá-los a crescer mais fortes e saudáveis. O tutor deve procurar uma marca que apresente essas características e, assim, poderá prevenir futuros problemas na saúde do bichinho.

Outras dicas para a alimentação dos filhotes

O tutor deve sempre lembrar de estabelecer horários para a alimentação, já que isso ajuda na transição, pois filhotes costumam mamar em diversos momentos durante os primeiros dias de vida. Isso também treina o pet para saber qual o momento para comer e qual a panelinha que ele utiliza para isso.

Falando em panelinhas, é importante que a ração esteja num recipiente próprio para o filhote. Parece uma atitude simples, mas pode evitar traumas, futuras compulsões alimentares e problemas como obesidade. Além disso, o tutor nunca deve esquecer de servir pequenas porções do alimento. 

A transição para a ração de adultos

Depois de tomar todos esses cuidados e o pet se acostumar com os tipos de ração para filhotes, o tutor se pergunta como fazer a transição para os alimentos feitos para adultos. Como já dissemos, o valor nutricional das rações varia conforme a idade do bichinho, então, é importante que ele se alimente do que é realmente indicado para a fase.

Essa troca também deve ser feita de forma gradual, pois a mudança repentina pode gerar rejeição por parte dos filhotes e atrapalhar toda a rotina de alimentação. Levando em conta que cada animalzinho tem suas especificidades, tanto na raça quanto no ganho de peso, a transição deve ser feita entre 10 e 24 meses.

Ração úmida: uma alternativa para dar ao filhote

Uma alternativa para a alimentação nessa fase é a ração úmida para filhotes. Ela é mais pastosa e possui bastante água, o que ajuda a hidratar ao mesmo tempo que alimenta o bichinho.

Esse tipo de alimento deve ser servido em pequenas quantidades, observando sempre as orientações de uso nas embalagens para evitar o ganho excessivo de peso. E ela nunca deve substituir a ração seca, já que esta é a melhor opção para a alimentação dos bichinhos.

Conte sempre com a ajuda de um veterinário!

Como sempre, é extremamente importante buscar a ajuda de um profissional veterinário capacitado. Ele vai saber quais as quantidades certas, as melhores marcas de ração para filhotes e a dieta a ser seguida nessa fase da vida do bichinho. 

Além disso, ele pode orientar quanto aos cuidados com os pequenos, em relação ao ambiente do lar e treinamentos. É crucial que o tutor seja orientado a como tornar a transição para uma nova casa mais confortável para o filhote. 

filhote de cachorro sentado em pote de ração

Pronto! Agora você já sabe tudo sobre ração para filhotes e como é importante que a transição para esse alimento seja sutil. Na Petz, você encontra as melhores marcas, além de outros produtos para poder mimar o pet da melhor forma possível. Visite nosso pet shop on-line ou se preferir, vá até uma das nossas lojas próximas a você!

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!