Pet friendly: o que é e como funciona esse serviço

Postado por PETZ, em Atualizado em Sep 16, 2019

Pets
Pet friendly: o que é e como funciona esse serviço
Tempo de leitura: 4 minutos

Na medida do possível, todo apaixonado por cachorro gosta de estar sempre ao lado do seu filho de quatro patas. Isso inclui querer levá-lo a parques, restaurantes e até mesmo em viagens. Nessa busca por lugares que recebem também nossos amigos, o termo pet friendly vem ganhando cada vez mais popularidade.

No entanto, ainda é muito comum ouvir falar de casos em que os pets são autorizados no espaço, mas não podem ficar no chão, entre outras regras restritivas. Afinal, o que é pet friendly e o que não é? Vamos refletir sobre esse assunto?

Como funciona o serviço pet friendly?

Imagine a seguinte situação: você ou alguém da sua família tem necessidades especiais de locomoção. Antes de viajar, você entra em contato com o hotel perguntando se ele tem condições de recebê-lo.

Eles respondem que sim e você faz a reserva. Contudo, ao chegar lá, você descobre que o hotel é repleto de escadas e não conta com rampas ou elevadores.

Guardadas as devidas proporções, é isso que acontece com boa parte dos estabelecimentos que se dizem pet friendly – mais preocupados com a estratégia de marketing do que com um acolhimento que proporcione o bem-estar do pet em si.

Muitos recebem os cães, mas não contam com uma infraestrutura preparada e com uma equipe treinada para lidar com a clientela de quatro patas.

Características adequadas de pet friendly

Listamos algumas características adequadas a um serviço pet friendly:

  • Equipe de atendimento treinada e com conhecimentos básicos sobre raças e sobre como lidar e receber bem os cachorros;
  • Bebedouros com água fresca em diferentes locais do estabelecimento;
  • Oferta de saquinhos “cata-caca” e lixeiras exclusivas para as fezes dos pets;
  • Locais reservados para os pets, onde possam ficar à vontade com seus tutores,
  • Essas são algumas das exigências mínimas para um serviço de hotel ou pousada pet friendly. Dependendo do segmento, também são necessários outros, como distribuição de kit de boas-vindas e convênio com clínica ou hospital veterinário para hotéis, áreas de lazer exclusivas para os cachorros, etc.

O que não é um serviço pet friendly?

Se você gosta de levar seu amigo aonde vai é bem provável que já tenha se deparado com locais que aceitam cachorros, mas somente se eles permanecerem no colo o tempo todo. Ou, ainda, hotéis que aceitam cachorro, mas olham feio quando o pet late por algum motivo. Você já passou por isso?

Pois é! Existe uma diferença muito grande entre tolerar e receber bem os animais de estimação. Como visto, para ser considerado verdadeiramente pet friendly, é muito importante que o estabelecimento pense nas necessidades específicas dos cachorros, assim como na comodidade dos tutores que estão com eles.

Regras que não fazem jus ao pet friendly

Para ficar mais claro, listamos abaixo algumas regras infelizmente comuns e que NÃO fazem jus ao termo pet friendly:

  • Não possuir bebedouros e comedouros para oferecer aos clientes;
  • Ausência de equipe treinada para lidar com os animais;
  • Permitir que o tutor transite com o pet somente se este estiver no colo (o que inviabiliza a presença de raças de grande porte, por exemplo);
  • Não ter áreas de uso voltado para pets e seus tutores;
  • Não ter restaurantes pet friendly;
  • Intolerância diante de acontecimentos normais ligados ao comportamento do cachorro, como eventuais latidos ou xixi no lugar errado.

Pense no conforto e comodidade para você e seu amigão!

É claro que, do lado dos tutores, também vale o bom-senso. Por exemplo, se seu pet vem apresentando comportamentos indesejados, como latidos excessivos, agressividade, o ideal é procurar um especialista em comportamento animal e resolver essas questões antes de sair com o pet.

Afinal, a ideia não é atrapalhar a experiência das outras pessoas que estão usando o mesmo serviço, não é mesmo? Nem todo lugar é indicado para os cachorros!

Para terminar essa reflexão sobre o que é e o que não é um serviço pet friendly, é importante destacar que, por mais que os estabelecimentos venham fazendo uma série de adaptações para receber nossos amigos, nem todos os passeios são adequados para eles.

Lembre-se de que cachorros são sensíveis a barulhos, podem ficar estressados em locais muito movimentados e não gostam de ficar trancafiados. Ao contrário: eles gostam mesmo é de brincar.

Por isso, dependendo do passeio que você e sua família forem fazer, pode ser mais indicado deixar seu filho de quatro patas em um hotel para cachorro.

Você já conhece o hotel e daycare da Petz? Com uma programação desenvolvida inteiramente por especialistas, ele oferece diversão e segurança para o seu amigo o dia todo! Saiba mais.

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *