Quais tipos de jabuti é possível ter em casa?

Postado por PETZ, em 16/01/2021

Curiosidades
Quais tipos de jabuti é possível ter em casa?

Quem se interessa por animais silvestres, como os diferentes tipos de jabuti, já deve ter ouvido falar que para ter um desses animais em casa é preciso comprá-los de um vendedor autorizado. Isso ocorre pois, para serem legalmente comercializados, todos os animais silvestres devem ter sido criados em cativeiro. 

jabuti na terra

Além disso, é fundamental que sua criação em ambiente doméstico seja autorizada pelo órgão responsável. No Brasil, o órgão responsável por regulamentar a criação de animais silvestres em cativeiro é o IBAMA. 

De acordo com a determinação do instituto, as duas espécies de jabuti originárias do país podem ser comercializadas: jabuti-tinga e jabuti-piranga. Mas você sabe quais são as principais diferenças entre elas? É hora de descobrir!

Diferenças entre cágado, jabuti e tartaruga

Antes de falar sobre as diferentes espécies de jabuti, é importante estabelecer alguns conceitos. Popularmente, é comum chamar todos os quelônios de tartaruga. Mas saiba que existem diferenças significativas entre cágados, tartarugas e jabutis.

O principal fator distintivo entre os três é o habitat. Enquanto as tartarugas são marinhas e os cágados, semiaquáticos, os jabutis são répteis terrestres. Isso, por sua vez, implica em diferenças significativas na aparência geral de cada um (com variações entre as espécies). 

Como exemplo, justamente por serem animais marinhos, o corpo das tartarugas têm formato hidrodinâmico. Já os jabutis têm o casco bem arredondado e possuem unhas, que os ajudam a se equilibrar e a firmar as patas em terra firme. 

Conheça os diferentes tipos de jabuti!

Agora que você já sabe as diferenças gerais entre os quelônios, é hora de conhecer os principais tipos de jabuti. Como já dissemos no início, duas espécies são autorizadas pelo IBAMA para criação em cativeiro: jabuti-tinga e jabuti-piranga. 

Jabuti-piranga

  • Nome científico: Chelonoidis carbonaria;
  • Classe: réptil;
  • Ordem: Chelonoidis (quelônios);
  • Família: Testudinidae (testudinata);
  • Hábito: diurno;
  • Hábito alimentar: onívoro;
  • Habitat: bordas de floresta e cerrado;
  • Tamanho: até 55 cm,
  • Expectativa de vida: 80 anos.

Também conhecido como jabuti-vermelho, o jabuti-piranga é o tipo mais encontrado na natureza e em cativeiro. Amplamente distribuído na América do Sul, está presente no Brasil, Guianas, Bolívia, Venezuela, Paraguai, Colômbia e Argentina. 

Por aqui, pode ser encontrado especialmente nos biomas Amazônia, Cerrado, Caatinga, Pantanal e Mata Atlântica. Entre as principais características do jabuti-tinga estão as manchinhas avermelhadas nas placas do casco e no corpo. 

É menor e mais leve que o jabuti-tinga, alcançando até 55 cm de casco. Este é bem escuro, quase preto. Daí o nome científico desse jabuti de espécies Chelonoidis carbonaria, do latim “carbonaria”, que quer dizer “do carvão”. 

jabuti perto de pedras

Jabuti-tinga

  • Nome científico: Chelonoidis denticulata;
  • Classe: réptil;
  • Ordem: Chelonoidis (quelônios);
  • Família: Testudinidae (testudinata);
  • Hábito: diurno;
  • Hábito alimentar: onívoro;
  • Habitat: florestas densas;
  • Tamanho: em média 70 cm, 
  • Expectativa de vida: 80 anos.

Enquanto o jabuti-piranga é mais amplamente distribuído pelo Brasil, com exceção das regiões mais frias, a ocorrência do jabuti-tinga se dá principalmente nas regiões Norte e Nordeste do país. 

Maior e mais pesado que o jabuti-piranga, costuma ter em média 70 cm quando adulto, podendo alcançar até um metro de comprimento retilíneo da carapaça. Dependendo do tamanho do indivíduo, seu peso pode ficar em torno de impressionantes 60 quilos.

Além do tamanho, outra característica que diferencia o jabuti-tinga do jabuti-piranga é a coloração amarelada das placas do casco e das manchinhas espalhadas pelo corpo.

Outra diferença entre as duas espécies, ainda que quase imperceptível para leigos, pode ser observada na placa supranasal: enquanto a do jabuti-tinga é dividida, a do jabuti-piranga é inteiriça ou só parcialmente dividida.

Como cuidar de jabuti (tinga ou piranga)

Aprender como cuidar de jabuti é essencial para ter o bichinho como pet. Independentemente da espécie escolhida, os cuidados com o jabuti são muito semelhantes. Começando por um erro muito comum, nenhuma das duas espécies deve ser criada ao ar livre, onde é impossível controlar a temperatura. 

Em vez disso, é importante que elas sejam mantidas num terrário, com temperatura entre 27°C e 30°C. Uma curiosidade a respeito dos quelônios é que, longe de ser uma estrutura à parte, o casco faz parte do esqueleto deles e depende da absorção de certos nutrientes para se manter em ordem.

A absorção do cálcio, por sua vez, depende da vitamina D, proveniente da exposição ao sol. Portanto, além de termostato, é fundamental que o terrário conte também com lâmpadas UVB.

Como animais onívoros, os jabutis têm uma dieta muito variada quando estão na natureza, alimentando-se de frutas, folhas, pequenos insetos e até de restos de animais mortos. Já em casa, a ração específica para jabutis é uma grande aliada na hora de garantir uma alimentação balanceada. 

jabuti dentro de casa

Ainda assim, se quiser manter o seu quelônio realmente saudável e feliz, vale a pena investir em outros alimentos variados, com destaque para frutas, verduras e até ovo cozido. Confira as opções de alimentos e de acessórios para jabutis na loja virtual da Petz!

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *