Ordenar por
Carregando produtos...

1 2

Vermífugo para cães



Mesmo com a proteção e a imunização que o leite materno pode oferecer para os filhotes, desde os primeiros momentos de vida, o contato com o ambiente deixa os cães expostos a contaminação e contração de verminoses. Estas doenças devem ser controladas e bem-cuidadas, pois podem levar o animal a óbito.

Um dos medicamentos para cachorro mais importantes, e que precisa ser ministrado em todas as fases da vida do animal, é o vermífugo. Além de prevenir, ele é capaz de tratar as doenças de maneira eficaz, algumas vezes sem a necessidade do auxílio de outros remédios.

leia mais...

Vermífugo para Cães: quando dar vermífugo para seu pet

Fazer visitas de rotina ao veterinário e realizar check-ups é essencial para que o animal permaneça sempre saudável e você não seja surpreendido por patologias. Apesar disso, é possível perceber alguma alteração no organismo devido a sintomas característicos. São eles:

  • Fezes com sangue ou vermes
  • Fezes mais moles
  • Diarreia
  • Vômito
  • Perda de peso
  • Perda de apetite
  • Dor abdominal
  • Aumento do volume abdominal
  • Coceira na cauda e região
  • Pelos opacos

Vale lembrar que alguns animais não apresentam os sintomas, principalmente quando a doença ainda está no início. Os cães adultos também merecem atenção especial, principalmente aqueles que apresentam alguma patologia.


Vermífugo para Cachorro: como tratar

Os vermes podem causar inúmeras doenças ao seu cãozinho de estimação, já que eles se alojam nos intestinos, fígado, rim e até mesmo no coração. Os seres humanos e outros animais da casa, ou que tenham contato com o animal infectado, também correm riscos de contrair doenças. Por isso, o tratamento correto se faz necessário.

O esquema de vermifugação deve começar desde os primeiros dias de vida do filhote, de acordo com a orientação do seu veterinário de confiança. A primeira de três doses é dada com 15 dias de vida, e os reforços acontecem de 15 em 15 dias. Depois disso, é preciso repetir estas dosagens mensalmente até ele completar seis meses de vida.

Já em cães adultos, a vermifugação acontece de quatro em quatro ou de seis em seis meses de vida. Se a cadela está grávida, o procedimento deve ser feito a partir de 45 dias de gestação para que não seja comprometida a saúde de toda a ninhada.

É importante ressaltar que as pessoas que contêm mais de um pet dentro de casa devem tratar todos eles ao mesmo tempo, utilizando produtos específicos para as necessidades de cada um. Desta maneira, a recontaminação pode ser evitada


Vermífugo para Filhotes faz mal?

Todos os medicamentos trazem algum risco para os animais. No caso dos vermífugos, a dosagem incorreta ou determinados componentes da medicação podem ocasionar complicações.

Os filhotes, no geral, têm vermes, sobretudo do tipo áscaris. O importante, antes de investir no medicamento, é consultar um veterinário e fazer testes completos para que ele prescreva um remédio que tenha ação mais eficiente.


Vermífugo para Cães Filhotes: cuidados especiais

Os filhotes requerem atenção especial devido à baixa imunidade e maior vulnerabilidade. Como eles ainda são frágeis, o controle de vermes deve ser ainda maior, pois é possível contrair verminoses durante a gestação e pelo leite materno caso a mãe esteja contaminada.

O ambiente também é determinante para a saúde do animal. O acúmulo de dejetos do animal infectado pode transmitir a doença para os demais – por isso, é importante recolher as fezes dos animais todos os dias, seja no quintal da sua casa ou na rua, durante os passeios.


Melhor Vermífugo para Cães: a importância de verificar com o veterinário o mais indicado

Este tipo de medicamento pode ser tóxico, por isso há a necessidade de consultar um veterinário de confiança que possa diagnosticar o tipo exato de verminose. Assim, serão indicados o medicamento e a dosagem que melhor podem resolver os problemas do animal, sem o risco de haver complicações posteriores.


Vermífugo Cachorro: saiba qual a dosagem correta

O tipo de verme e o porte, peso e idade do seu cão, são as principais variáveis que podem influenciar na dosagem do vermífugo. Entretanto, também é preciso avaliar o estado completo de saúde do animal, se há outras doenças ou histórico de alergias e problemas relacionados a medicamentos.

A dosagem correta do vermífugo para cães, portanto, pode variar, dependendo das características que o seu animal possui. Em geral, os próprios medicamentos trazem informações sobre as quantidades corretas na bula, mas a automedicação pode agravar determinados quadros de saúde. O importante é que ele seja administrado conforme as orientações veterinárias.

fechar...