Doença do carrapato: saiba mais sobre a doença do verão

Postado por PETZ, em Atualizado em Jul 12, 2021

Cachorros
Doença do carrapato: saiba mais sobre a doença do verão
Tempo de leitura: 3 minutos

Cachorros adoram correr, brincar e passear em parques e áreas abertas. Porém, mesmo amando ver nossos amiguinhos de quatro patas se divertindo ao ar livre, devemos tomar alguns cuidados para garantir que não contraiam a doença do carrapato.

Muito comum no verão, se não for bem tratada, essa doença pode resultar em sérias consequências. Pensando nisso, separamos algumas informações importantes sobre o problema.

Conheça as causas, os sintomas, o diagnóstico e o tratamento da doença do carrapato, além do que fazer para proteger seu melhor amigo!

O que é a doença do carrapato?

A doença do carrapato é, na verdade, o nome comum de duas doenças transmitidas pelo carrapato, sendo o Rhipicephalus sanguineus comumente presente. A primeira, chamada erliquiose, ocorre quando a bactéria Erhliquia canis entra na corrente sanguínea do pet. A segunda, a babesiose, é causada pelo protozoário Babesia canis.

As duas acontecem de maneira muito parecida: os agentes atacam as células de defesa do corpo e afetam órgãos importantes como pulmão, rins e fígado. Se contaminado, o cão pode ter problemas e até acabar morrendo.

Isso significa que, se você encontrar um carrapato em seu amigo, deve ficar de olho! Em caso de alterações, não hesite em levá-lo imediatamente ao veterinário.

Doença do carrapato sintomas

A doença do carrapato apresenta duas fases: a primeira delas é chamada de aguda. Já quando está em estágios mais avançados, é conhecida como crônica. Normalmente, a partir de 8 a 20 dias depois do contágio já é possível notar alguns sinais no corpo do pet.

A seguir, confira os principais sintomas da doença do carrapato da fase aguda:

  • Petéquias (pontinhos vermelhos em locais como abdômen, gengiva e olhos);
  • Hematomas;
  • Sangramento nasal, pela urina ou pelas fezes;
  • Apatia;
  • Perda de peso;
  • Febre.

Os sintomas evoluem conforme o avanço da doença.

Assim, quando ela chega ao estágio crônico, os sintomas podem ser mais graves e fáceis de notar, como:

  • Febre;
  • Anorexia;
  • Artrite;
  • Convulsões.

Ao perceber qualquer sinal de alteração na saúde de seu pet, procure um especialista imediatamente! Somente um veterinário saberá identificar e adotar o melhor tratamento. Além disso, quanto antes for o diagnóstico, mais tranquilo será o tratamento.

Doença do carrapato: tratamento e diagnóstico

Uma etapa muito importante no diagnóstico da doença do carrapato é a conversa com o tutor. Nesse processo, o veterinário deve tentar saber por onde o cachorro passeou, como é a casinha dele, se viajou para o campo e outros lugares onde possa ter contato com o carrapato.

Com essa suspeita, o veterinário poderá pedir um hemograma e outros exames, para saber o quadro geral do estado de saúde do seu amigo. É possível que ele solicite exames mais específicos para confirmar a doença do carrapato e tratamento.

O tratamento é feito com antibióticos e outros medicamentos que vão combater o agente causador da doença, e pode durar de 15 a 30 dias, sempre conduzido por um veterinário.

Em casos mais graves, pode ser necessário uma transfusão de sangue e outros cuidados para ajudar o cachorro a se recuperar. Nesses casos, o pet deve ficar internado e ter acompanhamento constante de profissionais.

“Vale lembrar que a doença do carrapato é uma zoonose e que tanto a Babesiose quanto Erliquiose já foram detectadas em humanos, mas a transmissão ocorre somente pela picada do carrapato infectado e não pelo contato com o cão”, afirma o médico-veterinário da Petz, Dr. Thiago Franco.

Doença do carrapato: prevenção

A melhor forma de prevenir a doença é evitando o contato com o carrapato. Para isso, uma dica é evitar áreas onde sabidamente há a presença desses ectoparasitas e sempre fazer uso de produtos contra pulgas e carrapatos no pet.

“O uso coleiras contra os parasitas é uma ótima opção”, lembra o Dr. Thiago. “Realizar limpezas dos locais externos com produtos contra pulga e carrapatos também é importante”, acrescenta o médico.

Na Petz, além das melhores clínicas veterinárias, você ainda encontra produtos de profilaxia, como coleiras e remédios. Procure a unidade mais próxima e busque nossos profissionais para garantir que seu pet terá o melhor tratamento disponível!

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *