Doença de peixe: quais os problemas mais comuns?

Postado por PETZ, em Atualizado em Mar 24, 2020

Aquário
Doença de peixe: quais os problemas mais comuns?
Tempo de leitura: 5 minutos

Encontrar seu pet aquático com uma doença certamente não é uma experiência agradável. No entanto, com algumas dicas, é possível identificar facilmente qual doença de peixe está afetando seu amigo. 

peixe beta

Notar se há algo errado com seus peixes não é difícil. Para evitar que seu amigo nadador sofra com problemas de saúde, é necessário ficar atento às condições da água e do aquário. Continue lendo e aprenda quais as enfermidades de aquário mais comuns. 

Íctio

Uma das doenças de peixe mais comuns, o íctio é causado por um protozoário chamado Ichthyophthirius multifiliis. Esse parasita chega ao aquário de peixe através de um elemento novo que esteja contaminado — pode ser um outro peixe ou, ainda, objetos de decoração. 

O íctio também é conhecido como “doença dos pontos brancos”, já que causa pequenas manchas esbranquiçadas no pet contaminado. O problema também gera irritação de pele e coceira, por isso, muitas vezes, os pets se esfregam em pedras e na parede do aquário. 

Porém, o mais grave do íctio é que ele pode atacar as brânquias, causando dificuldade de respiração. Assim, um pet com pontos brancos fica enfraquecido. Curar o íctio em peixe não é muito difícil. Com a aplicação de parasiticidas, em pouco tempo seu amigo estará livre do problema. O tratamento é feito diretamente na água, a cada 48h. 

Os veterinários recomendam que o medicamento seja colocado durante à noite, com a luz apagada. O sistema de filtragem também deverá ser desligado, porém a oxigenação deve permanecer ativada. 

Oodiniose

Também chamada de veludo, essa doença de peixes está na lista das mais comuns. Causada por um protozoário chamado Oodinium pilullaris, a enfermidade causa uma alteração na pele do peixe, deixando-a com um aspecto de veludo. Daí seu nome popular. 

Assim como a doença dos pontos brancos, a oodiniose ocorre quando o protozoário entra no aquário ao introduzir um elemento contaminado, sendo ele um peixe ou um objeto. 

Mas as alterações de pele não são o principal problema. Em casos mais graves, pode ocorrer contaminação das brânquias e nadadeiras, aparecimento de úlceras e até descolamento da pele.

O tratamento da oodiniose também é semelhante ao da doença dos pontos brancos. Com a administração de parasiticida na água, o aquário logo estará livre do problema.  Siga as recomendações do especialista para entender a quantidade de remédio, que pode variar de acordo com a litragem do aquário. 

Costiose 

A costiose é uma doença comum, que causa manchas esbranquiçadas no peixe. Assim como a doença dos pontos brancos, o pet fica irritado e se esfrega em pedras e paredes. A diferença é que aqui as manchas são maiores. Além disso, a costiose causa feridas e apatia. Assim, o peixe contaminado costuma ficar no fundo do aquário. 

Também é causada por um protozoário, chamado Costia necatrix. Assim, o tratamento não é muito diferente das enfermidades anteriores. Basta aplicar parasiticidas na água, seguindo as recomendações da embalagem e do seu veterinário. 

Doença do algodão 

Como o nome indica, a doença do algodão causa manchas brancas no peixe. Porém, há uma diferença. Neste caso, em cenários mais avançados, a mancha cresce e fica com aparência de algodão ou bolor. 

A doença do algodão é causada por um fungo chamado Saprolegnia sp. É considerado um problema grave, que pode prejudicar muito a saúde do pet. Caso note que seu amigo nadador está contaminado, busque ajuda de um veterinário especialista. 

peixe nadando

Degeneração das nadadeiras

A degeneração das nadadeiras não é difícil de notar. Basta observar o corpo do seu amigo nadador. Se você observar que as nadadeiras estão com um aspecto gasto, como se estivessem arranhadas ou roídas, seu pet está sofrendo com degeneração de nadadeiras. 

Essa doença de peixes é causada por diferentes bactérias. Entre as mais comuns estão a Pseudomonas fluorescens e a Aeromonas hyhila. Além dos sintomas nas nadadeiras, o peixe também pode desenvolver manchas brancas pelo corpo. 

O tratamento da doença é delicado, e é recomendado que seja feito em um aquário hospital. Isso porque o uso de bactericidas pode prejudicar as bactérias boas do aquário, que são essenciais para o bem-estar dos pets aquáticos. 

Lerneose

Também chamada de verme âncora, essa doença de peixe é bem fácil de notar. Trata-se de um parasita que se aloja do corpo do peixe, sugando seu sangue. 

Apesar do seu nome popular, trata-se de um crustáceo chamado Lernaea cyprinacea. Além de ser desagradável ter um crustáceo sugando seu sangue, a lerneose pode causar anemia, feridas e outras complicações. 

O peixe com lerneose fica com um filamento saindo do seu corpo, como um pequeno fio branco. Para tratar, o recomendado é retirar os vermes um a um, com a ajuda de uma pinça. Após esse processo, é necessário aplicar medicamentos que possam esterilizar e auxiliar na cicatrização das feridas. 

Doença de peixe: protegendo e tratando 

Como podemos observar nessa lista de doenças de peixes mais comuns, algumas guardam características muito parecidas. Especialistas reforçam que a principal maneira de proliferação de enfermidades em um aquário é por meio da introdução de um agente contaminado, como um peixe, objetos de decoração ou outros produtos. Assim, para evitar problemas, busque adquirir seus itens de aquarismo apenas em lojas reconhecidas, como a Petz. 

Outro ponto importante é que muitos dos problemas dos peixinhos apresentam características semelhantes. Por isso, é recomendado que você busque ajuda de um especialista para seu peixe doente, como um veterinário de animais aquáticos. Ele poderá analisar a situação dos seus pets e recomendar o tratamento ideal. 

peixe nas algas

E para saber mais sobre doença de peixe, cuidados, dicas e outros assuntos do mundo animal, veja outros conteúdos do blog da Petz! Você ficará por dentro de tudo o que acontece com os bichinhos.

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *