Quantidade de ração para filhotes: cuidado para não exagerar

Postado por PETZ, em Atualizado em Mar 9, 2021

Cães
Quantidade de ração para filhotes: cuidado para não exagerar
Tempo de leitura: 5 minutos

Assim como acontece conosco, as necessidades nutricionais dos pets variam de acordo com as fases da vida. No caso dos filhotes, eles dependem de um aporte energético maior do que o recomendado para pets adultos ou idosos. Por isso, muitos tutores se confundem a respeito da quantidade de ração para filhotes.

muitos filhotes comendo ração

Afinal, além de estarem em fase de crescimento, com desenvolvimento de estrutura óssea, sistema imunológico, digestivo etc., eles ainda são ligados no 220V. Logo, precisam de muita energia para repor o que gastam correndo pela casa, durante os passeios e nas diversas atividades do dia a dia. 

Mas qual é a quantidade de ração para filhotes mais adequada? Contamos todos os detalhes e recomendações sobre o tema a seguir!

A partir de quantos meses os filhotes começam a comer ração?

Cães e gatos adotados ou adquiridos em pet shops em geral já podem ser alimentados com ração. Isso porque o desmame das duas espécies ocorre muito cedo: a partir de um mês de vida eles já começam a fazer a transição do leite materno para o alimento sólido com a quantidade de ração para filhotes ideal. 

Em ambos os casos, pode levar até oito semanas para que seja concluída a transição, sendo que, a princípio, é recomendado começar com um alimento mais macio. Uma opção é amolecer a ração seca para filhotes em um pouco de água antes de oferecê-la.

Durante o primeiro mês, cães e gatos que podem contar com a presença da mamãe se alimentam do leite materno. Nesse caso, o tutor deve ficar atento principalmente aos cuidados nutricionais e à saúde da cadela, já que dela depende a nutrição da ninhada.

Já para filhotes que por algum motivo tenham sido separados da mãe nesse período, há opções de leites industrializados específicos para cada espécie nesta fase da vida. 

“Eles oferecem uma dieta equilibrada e completa, podendo ser utilizados como substitutos, fornecidos em mamadeiras e seringas”, diz a Dra. Mayara de Souza, médica-veterinária da Petz Florianópolis.

Saiba como escolher a melhor ração para filhote

A partir de dois meses de vida, cães e gatos já podem comer ração para filhotes normalmente, de acordo com as orientações do veterinário. Nesse momento, é fundamental que o alimento seja específico para a espécie e para esta etapa da vida do cãozinho ou bichano. 

Isso é importante pois, como já dissemos, os filhotes estão em crescimento e ainda não estão com seus sistemas imunológico, digestivo, cognitivo e esquelético plenamente desenvolvidos. 

cachorro comendo ração

Portanto, precisam de alimentos densos, com grande aporte energético, além de altamente digeríveis para facilitar a absorção de nutrientes pelo organismo. É nessas horas que é importante se atentar a qual a quantidade de ração para filhote.

Na hora de comprar a ração canina, fique atento às indicações de porte. Lembre-se de que cães de médio ou grande porte possuem dentes e mandíbula mais fortes em comparação com raças pequenas. 

Além disso, há variação na energia gasta por pets de tamanhos diferentes. Portanto, não se atente apenas ao quanto de ração dar para o filhote, mas também ao tipo de ração que está oferecendo.

Ração standard, premium, superpremium e para raças específicas

Há atualmente diversas opções de ração para filhotes. Começando pela qualidade, existem rações para filhotes do tipo standard, premium e superpremium. 

Embora todas elas sejam balanceadas, sempre que possível dê preferência às rações superpremium, que contam com maior digestibilidade e trabalham também outros aspectos, como a aparência da pelagem. Elas também facilitam na hora de dar a quantidade de ração para gato filhote ou cachorro filhote.

Entre as rações para filhotes superpremium, há rações desenvolvidas especialmente para algumas raças muito populares. Estas levam em conta características específicas de cada raça, visando prevenir problemas recorrentes naquela raça pura. 

Como exemplo, o Dr. Eduardo Braghirolli, médico-veterinário especialista em nutrição e metabologia animal, cita o Pastor alemão como uma raça propensa a desenvolver problemas articulares, como a displasia coxofemoral. 

“Quando corretamente formulada e suplementada, uma ração desenvolvida para atender a essas necessidades pode auxiliar na prevenção dessa patologia”, esclarece.

Elas também levam em conta o formato da mandíbula de determinada raça. Pets braquicefálicos, como os cães Shih-tzu e gatos persas, por terem o focinho curto, têm mais dificuldade para apreender os alimentos. As rações desenvolvidas para eles contam com formato e tamanho especiais para facilitar a apreensão. 

Qual é a quantidade certa de ração para filhote?

A quantidade de ração para cachorro filhote e gatinhos filhotes recomendada é calculada levando em conta não apenas a raça, a idade e o porte, mas também o peso de cada indivíduo.

A quantidade por quilograma pode variar de uma marca para outra, visto que as formulações também são diferentes. Normalmente, o fabricante tem na embalagem da ração uma tabela de quantidade de ração para cães filhotes e gatos filhotes. Procure seguir a recomendação à risca.

No início, vale pesar a ração em uma balança de cozinha, até que você tenha noção da quantidade certa (em colheres, por exemplo). É uma boa forma de como calcular a quantidade de ração para cachorro filhote até pegar a manha!

É importante que a quantidade de ração para filhotes recomendada seja fracionada em duas a três porções ao dia. Ainda mais no caso dos filhotes, isso é importante para que eles não passem muito tempo sem comer, o que pode levar a um quadro de hipoglicemia. 

filhote dentro do comedouro

Mesmo que a porção de ração esteja correta, evite deixar a comida disponível o tempo todo. Além de atrair insetos, como formigas, um comedouro sempre cheio dificulta o controle por parte do tutor e aumenta a chance de o pet adquirir o hábito de enrolar na frente da comida. 

Confira mais dicas de como alimentar seus bichinhos aqui, no blog da Petz! Temos diversos conteúdos que vão te ajudar a manter a saúde e bem-estar dos seus peludos.

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *