Como saber se o gato é fêmea? Saiba diferenciá-los!

Postado por PETZ, em Atualizado em Jan 20, 2020

Dicas
Como saber se o gato é fêmea? Saiba diferenciá-los!
Tempo de leitura: 5 minutos

Quando falamos de filhos de quatro patas, saber seu sexo é mais complexo. No caso dos bichanos, por exemplo, mesmo com algumas semanas de vida, ainda é difícil saber seu gênero! Afinal, como saber se o gato é fêmea? Continue lendo e aprenda as diferenças entre os bichanos!

Informações importantes para saber se o gato é fêmea

Entre os amantes dos gatos, é comum ouvirmos que é difícil saber o sexo dos bebês. Mas será que isso é verdade ou não passa de um mito? Conforme explica a Dra. Suelen Silva, médica-veterinária da Petz, essa é uma verdade sobre os felinos!

As características dos filhotes são muito semelhantes, o que dificulta identificar o sexo. A especialista diz que o grau de dificuldade tem relação com a idade do bichano. “Quanto mais bebezinho, mais difícil.”

Assim, se você está se confundindo e se perguntando como saber se o gato é macho ou fêmea, não se preocupe. Até mesmo especialistas com olhar treinado reconhecem que essa não é uma tarefa fácil!

Como saber se o gato é fêmea?

Apesar de não ser tão simples assim, descobrir a diferença entre gato macho ou fêmea filhote não é impossível. Observando algumas características, é possível saber se o gatinho é menino ou menina, ainda que ele seja muito novinho. Se você está se perguntando como saber isso, a Dra. Suelen dá algumas dicas:

  • Distância entre o órgão genital e o ânus: o primeiro passo é observar os genitais dos gatinhos. Nas fêmeas, a distância entre o órgão genital e o ânus é bem pequena. Já nos machos, esse espaço é um pouco maior. Se ainda estiver difícil, basta medir. A distância nas fêmeas não ultrapassa 1 cm;
  • Características do órgão genital: além da distância em relação ao ânus, o órgão genital dos gatos e gatas é diferente no formato. Nos machos, a abertura é arredondada. Já no gato fêmea, essa abertura é vertical. Por isso, no mundo pet, é comum ouvirmos que “os gatos são dois pontos, e as gatas, ponto e vírgula”. Nos machinhos, ânus e genital são arredondados, se assemelhando a um sinal de dois pontos. Nas fêmeas, o ânus é arredondado e a vagina vertical, o que parece um sinal de ponto e vírgula,
  • Bolsa testicular: outra característica que podemos observar é a presença ou não de bolsa testicular. Ela fica abaixo dos genitais dos machos e, geralmente, possui pelos um pouco mais claros. Se não estiver conseguindo observá-la a olho nu, apalpe a região com delicadeza, avaliando se é possível identificar os testículos do bichano.

Ainda está achando difícil identificar o gato macho ou fêmea? Não tem problema! Se estiver precisando de ajuda, procure um médico-veterinário. Com o olhar mais treinado, ele poderá identificar o sexo de seu amigo facilmente.

Mitos e verdades sobre identificação de gênero

Mesmo com os métodos ensinados acima, ainda podem surgir dúvidas de como saber se o gato é macho ou fêmea. Esclareça a seguir alguns mitos e verdades sobre o assunto:

Comportamentos diferentes

A Dra. Suelen explica que, para os bebezinhos, não há muitas diferenças de comportamento entre os sexos. “Na infância, o comportamento dos gatos de sexos diferentes não apresenta nenhuma distinção.”

A especialista diz ainda que, ao atingir a puberdade e o início da vida sexual, os pets poderão ter algumas diferenças comportamentais. Nessa idade, porém, a identificação do sexo do animal a partir dos sinais físicos já fica bem mais simples.

Gato de três cores sempre é fêmea?

Outra história que ouvimos muito é que gato tricolor é sempre fêmea. E, de acordo com especialistas, essa é também uma verdade! Isso porque a cor do pelo está associada ao gene X.

Como as gatas possuem dois desses genes (XX), há mais possibilidade de cores. Já os machos possuem apenas um desses genes (XY) e, por isso, não têm três cores, exceto em casos de anomalias genéticas. Então, a verdade é que, na maior parte dos casos, gato com três cores é fêmea sim!

Quando fica mais fácil?

Apesar dos gatos bebês de sexos diferentes serem muito parecidos, essa fase dura pouco. Conforme lembra a Dra. Suelen, com aproximadamente um mês e meio de vida, as características mais marcantes já começam a dominar o corpo do bichano.

Enquanto seu filho de quatro patas cresce, o corpo dele se desenvolve e os genitais começam a ficar diferentes. Entre dois gatos adultos, é fácil separar meninos e meninas, mesmo entre animais castrados.

Por que castrar gato fêmea?

Independentemente do gênero do seu bichano, o importante é tratá-lo com muito amor, carinho e atenção. Tão importante quanto o cuidado com seu pet é a castração. A Dra. Suelen lembra os benefícios desse ato. “A castração evita doenças como os câncer de mama e ovários. A cirurgia ainda ajuda a evitar as infecções uterinas”, explica.

Sobre a hora certa de levar seu pet para a esterilização, a especialista recomenda ao tutor que consulte um veterinário, já que vai depender de cada gatinho. “Não existe um consenso definitivo sobre esse tema”, afirma a Dra. Suelen.

“Em torno de 6 meses, costuma ser mais viável, pois a gatinha já está desenvolvida fisicamente e ainda não atingiu a maturidade sexual. Porém, vai depender de cada caso”, complementa. No caso dos machos, a cirurgia é mais simples e, por isso, pode ocorrer mais cedo.

Fêmea ou macho, seu filho de quatro patas vai precisar de ração, amor e muito carinho. Para buscar os melhores itens para seu amigo, conte com a Petz! Aqui você encontra itens de qualidade e um time de especialistas que ficará feliz em ajudá-lo. Procure a unidade mais próxima e venha nos fazer uma visita!

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *