Cachorro latindo muito? 5 dicas para lidar com o problema

Postado por PETZ, em 22/03/2020

Bem-Estar
Cachorro latindo muito? 5 dicas para lidar com o problema

No começo, o latido de cachorro é divertido para os tutores, que reconhecem nele um hábito natural. Os problemas começam quando os latidos esporádicos se tornam mais frequentes e, de bonitinhos, passam a atrapalhar a família e incomodar a vizinhança. Mas como lidar com cachorro latindo muito? É recomendado brigar com seu amigo?

De acordo com a Dra. Karina Mussolino, médica-veterinária e gerente técnica da Petz, o latido é uma importante forma de comunicação dos cachorros. “É importante que o tutor saiba diferenciar os tipos de latido e, principalmente, verificar se o pet não está sendo privado de algo”, diz.

cachorro olhando para cima

Em outras palavras, quando você tem um cachorro latindo muito, não adianta querer apenas repreender seu comportamento. Pode ser que seu amigo esteja tentando comunicar algo importante para você. 

Se quiser saber como fazer o cachorro parar de latir de maneira saudável, é essencial procurar descobrir suas causas. Assim, você poderá atuar diretamente sobre elas. Abaixo, separamos algumas dicas do que fazer com base nas causas mais comuns para o latido excessivo dos cachorros. Vamos conferir?

Leve o pet ao veterinário e tenha certeza de que ele não está com dor

Muitos tutores nem desconfiam, mas os latidos também são uma maneira de o pet demonstrar que tem algo de errado em seu organismo. 

Ainda mais se seu filho de quatro patas começou a latir mais de uma hora para outra e/ou se o latido veio acompanhado de outras mudanças de comportamento, como agressividade ou prostração, não deixe de levá-lo para uma consulta. 

Isso é importante para identificar ou descartar a presença de doenças. Já imaginou brigar com o pet por latir quando, na verdade, ele está tentando avisar que está sentindo dor?

Caso essa seja mesmo a origem dos latidos, o veterinário, após uma consulta, poderá recomendar o tratamento adequado. Essas são boas dicas para o cachorro parar de latir tanto.

Estabeleça uma rotina e verifique se o cachorro não está com sede ou fome

Talvez já tenha acontecido com você: o pet começa a latir sem parar em sua direção. Eventualmente, você percebe que ele está com sede, mas seu bebedouro está vazio. Agora, imagine que isso aconteça com certa frequência. É natural que o pet passe a “avisar” com latidos quando está com sede ou com fome. 

cachorro laranja

Já se você se antecipar e criar uma rotina, estabelecendo horário para as refeições, ele ficará mais tranquilo, sabendo que a comida chegará em breve, sem a necessidade de latidos. Isso vale para outras atividades diárias, como brincadeiras e passeios.

Enriqueça o ambiente e o dia a dia do seu amigo

O tédio é um dos motivos mais comuns por trás dos latidos em excesso. Sem ter como se distrair e gastar energia, o pet acaba reagindo a estímulos que, em condições adequadas, passariam despercebidas. 

É o caso de pessoas passando na rua, barulhos na televisão etc. Portanto, dê a ele maneiras de se entreter. Para isso, passeie com o pet pelo menos uma vez por dia e ofereça a ele brinquedos com diferentes funções. 

Como exemplo, quando for sair de casa, em vez de dar a ração no comedouro, que tal colocá-la em um brinquedo interativo? Assim, o pet ficará entretido na busca por alimento. Dessa forma, se você tem dúvidas sobre o que fazer para o cachorro parar de latir, a resposta pode ser brincar com ele.

Tire alguns momentos do seu dia para brincar e dar atenção ao pet

Quando um tutor briga com o cachorro por latir muito pode estar, involuntariamente, incentivando o comportamento. Isso ocorre porque muitas vezes, na correria do cotidiano, muita gente deixa de dar atenção para o pet quando este está quietinho. 

Em compensação, quando o cão começa a latir, leva bronca do tutor, o que para ele não deixa de ser uma maneira de receber atenção. Sendo assim, tire algumas horinhas do seu dia para brincar e interagir com o seu amigo. Não espere que ele comece a latir para chamar a sua atenção.

Faça a socialização e acostume o pet a diferentes estímulos desde cedo

Ainda mais falando de raças selecionadas para cumprir o papel de guarda, se você tem um cachorro que late muito, pode ser para avisar sobre perigos. Isso não é necessariamente ruim. O problema é quando o pet é inseguro e considera tudo uma ameaça: desde uma ambulância até alguém passando na frente do portão. 

Para que isso não aconteça, o segredo é acostumar o pet a diferentes pessoas e estímulos. Lembrando que existe um jeito certo de fazer isso para não gerar traumas. Caso tenha dúvidas, converse com um veterinário ou adestrador especialista em comportamento canino.

cachorro preso uivando

Aqui, no blog da Petz, você também encontra várias matérias sobre como apresentar um cachorro para outro, além de dicas de como deixar o seu amigo mais tranquilo em outras situações, como a exposição a barulhos altos. 

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *