Conheça o que é fauna exótica e os diferentes tipos

Postado por PETZ, em Atualizado em Sep 28, 2021

Curiosidades
Conheça o que é fauna exótica e os diferentes tipos
Tempo de leitura: 4 minutos

Provavelmente, você já estudou sobre as faunas brasileiras na escola. No entanto, é comum esquecer as definições com o passar do tempo. Então, será que você lembra da fauna exótica

camaleão exótico

Pensando nisso, aqui, explicamos o que é fauna e os diferentes tipos, com foco na fauna exótica e porque ela é tão importante. Continue lendo para saber mais.

O que é fauna?

A fauna representa toda a comunidade de animais que vivem em um certo ambiente. Sendo assim, existem diferentes faunas que acompanham determinadas espécies. Por exemplo, um bioma específico, como o Cerrado, apresenta bichos distintos em comparação com a área silvestre ou marítima.

Portanto, o coletivo de animais em certas regiões determina a fauna daquele local. A fauna brasileira, por exemplo, representa uma grande diversidade de bichos e plantas. Inclusive, muitos deles não foram catalogados por pesquisadores e biólogos. 

Nos biomas brasileiros, existe a fauna do Cerrado (onde há mais de 300 mil espécies de animais, entre eles, o lobo-guará e o tamanduá-bandeira), a fauna da Caatinga (onde vivem diversos mamíferos, lagartos e aves) e há a fauna do Pantanal (onde é possível encontrar répteis, mamíferos e aves). 

O que é fauna exótica?

Assim como as outras faunas citadas acima, a fauna exótica representa uma comunidade de animais comuns em determinadas regiões. Nesse caso, são todas as espécies que crescem distantes da área original, ou seja, todos os animais que não são originários de um determinado ambiente. 

Geralmente, essa fauna é introduzida pelo homem. Isso porque é comum tentar exportar tipos de animais exóticos para que convivam e se reproduzam em diferentes regiões e países. No entanto, alguns bichos fazem isso por conta própria. Nesse caso, portanto, a fauna é definida de duas maneiras, como mostraremos a seguir. 

Fauna exótica introduzida 

São as espécies de animais que se estabelecem fora da distribuição natural porque foram transportadas e introduzidas intencional ou acidentalmente pelo homem. Portanto, são todos os animais exóticos que mudaram de habitat porque o homem os introduziu em um novo ambiente.

Fauna exótica invasora 

A fauna exótica invasora engloba todos os animais exóticos que se introduziram em populações locais sem a intervenção do homem. Nesse caso, os animais causam ameaças e impactos aos habitats de outras espécies. Isso faz com que gerem danos ambientais, econômicos e culturais para determinadas regiões.

animal exótico

Fatores para o crescimento da fauna exótica

Existem muitos motivos para o crescimento da fauna exótica. Um deles é a colonização de novas terras. Com o aumento da população e do comércio, os animais migram e se dispersam em ambientes não naturais para eles. 

Além disso, o desmatamento de áreas verdes e a grande variedade da flora causam a dispersão dos bichos exóticos. Outro fator para o crescimento desse tipo de fauna são as mudanças climáticas, pois incentivam a migração de espécies que buscam sobreviver.

Essa fauna causa diversos problemas principalmente para os animais que têm aquele local como habitat. Ademais, favorece o crescimento de pragas e doenças, causando prejuízos para colheitas. 

Direitos dos animais 

Quando falamos da fauna exótica introduzida, é preciso observar se os direitos dos animais estão sendo respeitados. O fato de retirar o animal exótico do habitat já traz transtornos. Diante disso, o correto é fazer de acordo com a lei,  respeitando a vida selvagem.

O artigo 4º da Declaração Universal dos Direitos dos Animais, proclamada pela UNESCO em 1978, diz que “todo animal pertencente a uma espécie selvagem tem o direito de viver livre no seu próprio ambiente natural, terrestre, aéreo ou aquático e tem o direito de se reproduzir”.

Nesse sentido, quando falamos dos animais exóticos que foram introduzidos em outro ambiente pelos homens, não podemos esquecer que essa ação só deve ser feita em último caso. Ainda assim, é fundamental informar-se sobre como proceder, sem prejudicar o desenvolvimento dos bichos em questão.

O tema também pede que a Convenção Sobre Comércio Internacional das Espécies da Flora e da Fauna Selvagens em Perigo de Extinção (CITES) seja citada. O documento de 1975 tem o objetivo de regulamentar o comércio internacional de espécies em extinção para garantir o bem-estar do animal. 

A declaração acrescenta que o comércio deve ser feito em casos excepcionais, com autorização dos órgãos competentes. Dessa forma, é preciso ter claro que os animais não são objetos, nem estão desprotegidos diante da lei. Por isso, é necessário ficar vigilante e não esquecer que é dever do homem zelar pela sobrevivência dos animais. 

cobra exótica

Gostou de conferir o que é fauna exótica? Acesse o blog da Petz para se informar melhor sobre diversos conteúdos do universo pet! Conhecer mais sobre a natureza e os animais também inclui nos entendermos. Pense nisso!

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *