Como os peixes respiram? Descubra agora!

Postado por PETZ, em Atualizado em Jan 4, 2021

Aquário
Como os peixes respiram? Descubra agora!
Tempo de leitura: 4 minutos

A menos que estejamos com snorkel ou cilindro de oxigênio, após um mergulho precisamos retornar à superfície para respirar. Isso ocorre pois nossa fisiologia é adaptada para retirar oxigênio do ar atmosférico. Mas, no caso de animais aquáticos, como os peixes respiram?

peixe palhaço em coral

Com algumas poucas exceções, é justamente quando estão fora de seu habitat que eles asfixiam. Quer saber mais sobre o assunto? A seguir, saiba por onde o peixe respira e entenda mais sobre a anatomia dos queridos nadadores.

Os peixes também precisam de oxigênio?

Sim! Assim como a maior parte dos seres vivos, incluindo plantas e outros animais, os peixes também dependem do oxigênio para respirar e realizar suas funções vitais. 

Esse é um dos motivos pelos quais é tão importante manter o aquário oxigenado — se necessário, com a ajuda de uma bomba — e por que você nunca deve deixar que o ecossistema fique superlotado. Nesses casos, é possível que o oxigênio se torne insuficiente para todos os habitantes.

Além disso, uma alta concentração de gás carbônico na água também prejudica os peixinhos — e não apenas nos aquários! De acordo com uma pesquisa publicada na revista Nature Climate Change em 2012, o aumento da concentração de dióxido de carbono nos oceanos pode afetar o cérebro e o sistema nervoso central dos peixes

Como consequência, a percepção deles diminui, fazendo com que tenham mais dificuldade para desviar de obstáculos, escapar de predadores e se organizar em cardumes (no caso de peixes gregários).

Como é a respiração dos peixes?

Uma lição que tiramos da teoria da evolução é que o habitat foi selecionando as espécies mais adaptadas, que tinham mais chances de sobrevivência em determinado ambiente. 

Nesse sentido, vale lembrar que a vida começou na água, com bactérias que, a princípio, não precisam do oxigênio para respirar. Em dado momento, o surgimento de bactérias fotossintetizantes permitiu o acúmulo de oxigênio na atmosfera. 

Isso, por sua vez, tornou a respiração mais eficiente, contribuindo para o surgimento de seres vivos pluricelulares e mais complexos aqui na Terra. Sendo assim, a evolução explica como os peixes respiram.

Curiosidades à parte, para saber como o peixe respira é preciso entender que a respiração desses seres depende das chamadas brânquias. Funciona assim: a água entra pela boca do peixe e é encaminhada para o órgão respiratório. Chegando lá, passa por pequenos cílios que servem de filtro para remover impurezas.

Uma vez filtrada, é hora de a água passar pelas brânquias propriamente ditas. Formado por diversos filamentos, o órgão do sistema respiratório dos peixes é responsável por realizar as trocas gasosas, captando o oxigênio e liberando o gás carbônico. 

Esses filamentos possuem capilares que carregam o sangue sempre no sentido inverso da água, garantindo mais eficiência. Por fim, o sangue leva o oxigênio para todo o organismo do peixe. Já a água é devolvida ao ambiente através da abertura dos opérculos, cavidade localizada ao lado da cabeça do peixe, onde ficam as brânquias.

Peixe-dourado-lado

Como o oxigênio “entra” na água?

Diferentemente do que alguns podem pensar, o oxigênio utilizado na respiração dos peixes não é aquele da própria água, cuja famosa fórmula é H2O. Na verdade, a oxigenação ocorre por meio de trocas gasosas que ocorrem com o ar atmosférico.

É por isso que dois aquários com a mesma capacidade volumétrica oxigenam de maneira diferente, dependendo da largura e da profundidade de cada um. Quanto maior a superfície de contato com o ar, melhor a oxigenação!

Em tempo, uma propriedade muito conhecida da água é a chamada tensão superficial, aquela “película” que se forma na superfície e que dificulta o intercâmbio de gases. Portanto, para melhorar a oxigenação da água do aquário, uma dica é apostar em bombas que movimentam a água, diminuindo a tensão superficial.

Se os peixes não respiram fora d’água, por que eles sobem para a superfície quando estão sem ar? Um dos principais sinais de que falta oxigênio no aquário é a subida dos peixinhos para a superfície. 

Isso ocorre pois, quando a circulação de água se dá de maneira insuficiente — como quando a filtragem ou a bomba deixam de funcionar —, o oxigênio deixa de ser distribuído de maneira uniforme, concentrando-se na superfície. 

Ou seja, não é que os peixes estejam tentando respirar na atmosfera. Na verdade, eles estão tentando captar o ar que se encontra na própria água, mas concentrado naquela região.

Nenhum peixe respira fora d’água?

Embora a maior parte dos peixinhos consiga respirar somente na água, por meio das brânquias, existem, sim, alguns peixes pulmonados! Estes possuem tanto brânquias quanto pulmões, o que os permite respirar dentro e fora d’água. 

Esse é o caso, por exemplo, dos peixes-cobra, que conseguem ficar enterrados na lama durante as secas, diminuindo seu metabolismo. Desse modo, como os peixes respiram também varia de acordo com as espécies.

peixe de perfil

Agora que você já sabe mais sobre como os peixes respiram, continue acompanhando o blog da Petz e nossas redes sociais para mais informações sobre todas as espécies!

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *