Lugares para viajar com cachorro: dicas para aproveitar as férias

Postado por PETZ, em Atualizado em Mar 15, 2019

Cachorros
Lugares para viajar com cachorro: dicas para aproveitar as férias
Tempo de leitura: 5 minutos

Antigamente, era um verdadeiro sufoco: quando surgia a oportunidade de viajar, os tutores logo ficavam divididos só de pensar em deixar o pet para trás. Sem contar a necessidade de encontrar alguém confiável para deixar o cãozinho. Porém, os tempos são outros e, aqui, você descobre os melhores lugares para viajar com cachorro.

Isso porque, para a alegria dos apaixonados por pets, hoje em dia o cenário é completamente diferente! Muitas companhias aéreas, além de hotéis e pousadas, já estão preparadas para receber nossos filhos de quatro patas.

Outra opção é deixar o cachorro em um hotelzinho específico para ele, onde ele passará o dia repleto de estímulos e de atividades. Está planejando viajar com o cachorro? Saiba como se planejar para curtir as férias com o pet!

Preparativos: o que fazer antes da viagem

Se você quer levar o cachorro com você em sua próxima viagem, saiba que ela deve ser planejada com antecedência. Isso porque não adianta escolher destinos, comprar passagens e reservar hotel para só depois decidir incluir o pet. Tudo isso deve ser feito já pensando no cachorro para evitar surpresas e cancelamentos.

A escolha do destino

Não é só no Brasil que os pets já fazem parte da nossa família. Esse é um fenômeno global. Sendo assim, é provável que você encontre hotéis pet friendly praticamente em qualquer lugar do mundo. Mas isso não quer dizer que todos os destinos sejam interessantes para ir com seu filho de quatro patas.

Na verdade, não tem tanto a ver com o destino em si, mas, principalmente, com as atividades que você deseja fazer. Por exemplo: vamos supor que o local é uma viagem à praia com cachorro, onde planeje fazer muitas excursões. Se tanto a praia quanto a excursão não aceitarem o pet, isso significa que o pet passará o dia sozinho no quarto.

Alguns hotéis ou locais turísticos, como os parques de Orlando, por exemplo, oferecem o serviço de canil. Nesse caso, verifique os valores para não ter surpresas no orçamento.

Seja como for, antes de escolher um destino para viajar com o cachorro, é sempre bom se perguntar se vale mesmo a pena fazê-lo passar pelo estresse do avião, do longo trajeto de carro, etc., para passar a maior parte do dia sem você.

Às vezes, é melhor deixá-lo em um hotelzinho para pets, onde ele terá diversas atividades, estará com profissionais capacitados e poderá socializar com outros cachorros.

Compra de passagens aéreas

Ao contrário do que muitos imaginam, não dá para comprar a sua passagem aérea e simplesmente aparecer com o pet no dia da viagem, como se ele fosse uma bagagem.

O transporte aéreo de cachorros exige uma série de cuidados e de preparativos. Tanto é que não são todas as companhias aéreas que oferecem o serviço. A seguir, confira algumas dicas de como reservar a passagem aérea do cachorro:

  • Antes de mais nada, verifique as companhias aéreas que realizam o transporte de animais e quais são as condições de cada uma.
  • Dê preferência às companhias que permitem que o pet vá na cabine com você, em uma caixa de transportes. O limite de peso pode variar de 5kgs a 10kgs, dependendo da empresa.
  • Para minimizar o estresse do cão, opte sempre pelos voos mais curtos e diretos.
  • Fique de olho nas conexões! Voos com troca de companhia não permitem o transporte de animais de estimação.
  • Após a compra da passagem, entre em contato com a companhia aérea o quanto antes para reservar o lugar o pet no voo. Isso porque, além de cobrarem um valor adicional, as empresas limitam a quantidade de animais a 3 por voo.
  • Ah! Quando for escolher os assentos, lembre-se que pessoas com pets não podem sentar na primeira fileira ou nas saídas de emergência.

Para quem planeja fazer uma viagem de ônibus, as precauções são bastante parecidas. Além de apresentar documentos que comprovam o estado de saúde do pet, as empresas de ônibus também podem cobrar um valor pela passagem e, em geral, limitam o número de pets a 2 por veículo. Procure se informar com o atendimento da companhia escolhida!

Reserva de hospedagem

Como dito, hoje em dia ficou bem mais fácil encontrar pousadas, hotéis e até resorts que recebem nossos filhos de quatro patas de braços abertos.

Mas não é porque um estabelecimento diz “aceitar cachorros” que ele é uma opção boa para o cão e para você. Confira algumas dicas do que considerar antes de fechar a hospedagem para o pet:

  • Verifique as regras da pousada ou do hotel. Muitos aceitam somente pets de pequeno porte, sempre com apresentação da carteira de vacinação e de atestado veterinário.
  • Confira qual é o valor cobrado para receber o pet. Sim, ele também paga diária!
  • Antes de escolher o quarto, certifique-se de que ele está entre os que aceitam cachorros. Alguns hotéis permitem hospedá-los apenas em quartos específicos.
  • Questione sobre a necessidade de levar cama, comedouro, tapete higiênico e outros acessórios. Em geral, é recomendado levar, mas alguns hotéis disponibilizam esses serviços aos hóspedes caninos.
  • Informe-se sobre os locais por onde o pet transitar. Apesar de aceitarem cachorros, alguns estabelecimentos podem restringir o acesso apenas à recepção e aos quartos, enquanto outros liberam também a entrada em áreas de convívio.

Tanto pela segurança do pet quanto pelo conforto dos outros hospedes, os tutores devem ter alguns cuidados com cachorro em viagem, como, por exemplo, andar com ele no colo ou na coleira.

Mais dicas e cuidados para viajar com o pet

  • Se for viajar de carro ou de ônibus, procure observar se o cachorro sente náuseas ou enjoo. Nesse caso, converse com um veterinário sobre como proceder.
  • Nas viagens de carro, utilize cadeirinhas próprias para transporte de cachorro nesse tipo de veículo. É mais confortável e elas já vêm com uma espécie de cinto de segurança para o cão.
  • Fique atento às temperatura dentro do carro para evitar que o pet sofra com golpes de calor.
  • Não importa o meio de transporte, é importante que o cachorro se hidrate ao longo do trajeto. Por isso, tenha sempre água fresca disponível.

Por fim, tenha em mente que levar o pet para um check-up antes da viagem não é importante apenas para conseguir um atestado. Aproveite a consulta para tirar as suas dúvidas e pegar orientações! Acessórios que irão auxiliar durante o passeio você poderá adquirir em nosso Pet Shop on-line, conheça e aproveite!

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *