Cachorro arranhando parede: descubra o que pode ser

Postado por PETZ, em Atualizado em May 3, 2019

Cães
Cachorro arranhando parede: descubra o que pode ser
Tempo de leitura: 4 minutos

Por mais que sejam bastante diferentes dos nossos, alguns hábitos caninos são normais e muito fofos. É o caso de se coçar com as patinhas traseiras, sacudir o corpo todo quando estão molhados e cheirar tudo que encontram pela frente. Já outras manias fogem do comum e são motivo de preocupação, por exemplo, como quando se tem um cachorro arranhando parede.

Bastante desagradável para os tutores — que ficam com portas e paredes arranhadas e/ou lascadas — o comportamento também pode trazer sérios prejuízos ao cão. Por isso, deve sempre ser investigado. A seguir, desvendamos as possíveis causas e o que fazer para acabar com o problema.

O que significa cachorro arranhando parede?

Na verdade, de acordo com a médica veterinária da Petz, Dra. Renata Alvez, não existe uma resposta pronta para o cachorro cavando. “Quando pensamos em um cão arranhando a parede, pode nos parecer algo apenas comportamental. Mas existem outras causas”, diz. Entre os principais motivos, a veterinária destaca:

  • Ansiedade por separação;
  • Tédio ou nervosismo;
  • Alterações neurológicas;
  • Deficiências nutricionais,
  • Período de troca de dentes.

Como dá para notar, as causas do cachorro passando a pata na parede vão desde problemas graves até outros mais leves e passageiros, como a fase de crescimento dos dentes permanentes, quando o pet sente maior necessidade de experimentar novas texturas e sabores.

Seja como for, o ideal é procurar um veterinário. Ao investigar a causa, ele poderá recomendar o melhor procedimento para evitar transtornos maiores e diminuir o desconforto.

Riscos do hábito para o cachorro

Cachorros são pets muito curiosos e não é raro encontrá-los cavando terra no quintal ou mesmo a caminha antes de deitar. Nem por isso, o fato de um cachorro arranhar paredes é menos perigoso. Lembre-se que estamos falando de uma estrutura muito resistente.

“As unhas e coxins (almofadinhas das patas) são áreas sensíveis”, alerta a Dra. Renata, destacando que o cão pode se machucar e é preciso saber como cuidar das unhas do seu cachorro para evitar problemas. Além disso, ao não dar a devida importância ao problema, acabamos desprezando suas causas, o que representa um risco ainda maior para o bem-estar do seu amigo.

Cachorro arranhando o chão e a parede: o que fazer

Caso seu filho de quatro patas tenha adquirido esse hábito indesejado, o primeiro passo é tentar descobrir o motivo. Antes mesmo de ir ao veterinário, tentar responder algumas perguntas sobre o assunto pode ajudar.

Por exemplo: quando o cachorro começou a arranhar paredes, desde que chegou na sua casa ou é algo recente? Houve mudança na alimentação do pet? Em que momentos ele costuma fazer isso?

Se o cachorro arranha as paredes só quando está sozinho, há grandes chances de ele sofrer com a ansiedade por separação. Nesse caso, procure deixá-lo entretido na sua ausência com brinquedos interativos e estabelecer um diálogo, como já explicamos aqui em como falar com seu cachorro conforme a ciência.

Se notar que o cachorro faz isso quando está sem fazer nada, tente brincar e passear mais com ele para aplacar o tédio e a ansiedade. Você pode, inclusive, buscar ajuda de um adestrador.

“Se as outras causas já foram eliminadas e o problema ainda está presente, pode ser uma deficiência alimentar ou transtorno de sentido de paladar”, diz a Dra. Renata. Ou seja: o melhor é levar o seu amigo o quanto antes para uma consulta no veterinário.

Como evitar que o cachorro arranhe as paredes

Embora problemas alimentares e neurológicos também possam estar por trás do mau hábito, as principais causas estão ligadas ao comportamento. Por isso, para evitá-lo, é preciso garantir um estilo de vida saudável ao pet:

  • Comece o adestramento desde cedo. Pets que conhecem as “regras da casa” tendem a ser menos ansiosos;
  • Acostume o filhote com a sua ausência. Isso evita que ele sofra com a ansiedade por separação;
  • Aposte no enriquecimento ambiental. Brinquedos interativos mantêm o cão entretido e estimulado, afastando o tédio;
  • Passeie diariamente com o cachorro. Os melhores horários são antes das 10h e depois das 16h para evitar câncer de pele e queimaduras;
  • Brinque com seu amigo. Além de fortalecer o vínculo especial entre vocês, brincadeiras ajudam no gasto de energia;
  • Ofereça uma alimentação balanceada. As rações super premium garantem todos os nutrientes necessários ao cachorro, incluindo vitaminas e minerais,
  • Não esqueça dos check-ups uma vez ao ano. Durante a consulta, o veterinário poderá identificar alterações importantes, assim como recomendar mudanças que melhorem a qualidade de vida do cachorro.

Agora que você já conhece os principais motivos que levam um cachorro a arranhar paredes, não deixe o assunto para lá! Tenha em mente que qualquer mudança no comportamento do pet pode indicar problemas e deve ser sinal de alerta.

Fique atento no site da Petz para continuar se informando e sempre observe seu amigo para que ele possa viver muitos anos ao seu lado!

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *